[Resenha] Até o Fim

6 de maio de 2019

Título: Até o Fim
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2019
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora
Sinopse: NOVO LIVRO DE HARLAN COBEN, AUTOR COM MAIS DE 70 MILHÕES DE LIVROS VENDIDOS NO MUNDO.
Coben é conhecido como “o mestre das noites em claro" e é o único escritor a ter recebido a trinca de ases da literatura policial americana: o Anthony, o Shamus e o Edgar Allan Poe.
O detetive Nap Dumas nunca mais foi o mesmo após o último ano do colégio, quando seu irmão Leo e a namorada, Diana, foram encontrados mortos nos trilhos da ferrovia. Além disso, Maura, o amor da vida de Nap, terminou com ele e desapareceu sem justificativa.
Por quinze anos, o detetive procurou pela ex-namorada e buscou a verdadeira razão por trás da morte do irmão. Agora, parece que finalmente há uma pista.
As digitais de Maura surgem no carro de um suposto assassino e Nap embarca em uma jornada por explicações, que apenas levam a mais perguntas: sobre a mulher que amava, os amigos de infância que pensava conhecer, a base militar próxima a sua antiga casa.
Em meio às investigações, Nap percebe que as mortes de Leo e Diana são ainda mais sombrias e sinistras do que ele ousava imaginar.
Resenha
Há quinze anos dois jovens namorados foram encontrados mortos e a investigação concluiu que foi suicídio, o casal foi encontrado nas linhas da ferrovia e o exame toxicológico confirmou a presença de drogas no sangue deles. Na mesma noite a namorada do detetive Napoleon Dumas, Maura, terminou com ele de uma maneira completamente estranha e desapareceu, Nap tentou entrar em contato com a mãe dela e a resposta foi que esquecesse Maura.

Hoje em dia Nap é um excelente detetive e nunca desistiu de procurar respostas para o que realmente aconteceu naquela noite, ele não aceita a ideia de que seu irmão e a namorada dele tenham se suicidado e não consegue entender o motivo de Maura tê-lo abandonado e desaparecido em seguida. Agora Nap está perto de descobrir a verdade, vai ser como um soco no estômago, ele está diante de uma vida inteira baseada em mentiras.
As digitais de Maura foram encontradas na cena de um assassinato e os policiais responsáveis pelo caso procuram por Nap, o mais estranho é que o policial assassinado era amigo deles da época da escola. Maura não foi encontrada, a polícia levanta a hipótese de que ela seja cúmplice e fugiu do local, mas Nap não acredita nisso e começa sua própria investigação. Perto da casa dele havia uma base militar desativada, mas sempre existiram boatos de que coisas horríveis aconteciam ali, o irmão gêmeo de Nap fazia parte de um grupo chamado Clube da Conspiração e eles queriam saber o que tinha naquele lugar.

O grupo era composto por seis pessoas, Leo, Diana e Maura faziam parte dele, o policial assassinado também. Por que quinze anos depois os integrantes do grupo voltaram a ser assassinados e por que Maura estava na cena do crime? Nap precisa encontrar os outros dois membros do Clube, eles podem estar correndo perigo, mas seu interesse maior é que eles podem revelar o que sabem. Alguma coisa muito sinistra aconteceu na base militar e todos eles escondem isso com a própria vida.
As investigações de Nap o levam a acreditar que há informações que alguma agência secreta do governo quer manter em sigilo e que o Clube da Conspiração descobriu, Nap acredita que as mortes sejam queima de arquivo. Mas a sua teoria apresenta falhas, porém quanto mais mexe no passado mais ele tem a certeza de que a base militar é a chave para tudo. Nap passa a lidar com pessoas perigosas e entrar nesse assunto pode levá-lo à situações de risco.

Quando finalmente descobre a verdade Nap é confrontado pelo passado de uma maneira intensa e dolorosa, as consequências das suas descobertas deixarão marcas eternas.
Minha impressão
Até o Fim tem uma premissa completamente instigante e que deixa o leitor ansioso por respostas, página após página o autor vai inserindo novas informações à trama e nos deixando pistas para que possamos tentar desvendar os mistérios, mas qualquer teoria que eu tenha criado não chegou nem perto da verdade. Harlan Coben é um gênio e eu sou apaixonada pelas obras dele.

Por quinze anos o detetive Nap não conseguia entender como seu irmão e a namorada morreram, a polícia disse que foi suicídio e ele não acredita nisso. Além de perder o irmão e a cunhada, Nap foi abandonado pelo amor de sua vida e nunca esqueceu a esquece. Agora ele tem a chance descobrir o que aconteceu e não vai medir esforços para isso. Quando as digitais da namorada aparecem na cena de um assassinato ele começa uma investigação que o leva a acreditar em uma conspiração do governo.

Mas o que o intriga é saber o porquê novas mortes estão acontecendo após quinze aos e o que sua namorada fazia na cena de um crime. Ninguém encontrou Maura e tudo indica que ela esteja correndo perigo e não pode pedir ajuda, por isso foge, para manter em segurança as pessoas que ama e tentar sobreviver. Eu me surpreendi muito com o que aconteceu com a Maura, acho que ela foi uma das mais prejudicadas nessa história, as coisas poderiam ter sido diferentes para ela.

O final é impressionante, quando me dei conta do que estava acontecendo eu não acreditei que era aquilo mesmo, é muito bom!

Ah, antes de terminar a resenha preciso dizer que aparece um personagem nesse livro que eu adorei demais, dei um grito quando ele apareceu e contou um pouquinho de como está a vida. Não é spoiler, mas não vou contar quem é porque a surpresa é muito melhor.

Quem ainda não leu nada do Harlan Coben, o livro é volume único, então não precisa ter lido outros livros do autor.

Minha nota para o livro

10 comentários:

  1. Tudo bem Bea?
    Eu adoro esse autor e estou mega com vontade de ler esse livro. Sua resenha está bastante animadora.
    Se pensar em trocar, lembra de mim, posso ter algo que deseja.

    Ah! Suas fotos estão lindas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. eu tive o meu primeiro contato com o autor recentemente, faz nem um mês, mas foi com outro livro dele, O Inocente, eu gostei muito da leitura e achei o estilo de escrita dele super legal, porque ele não enrola, ele vai direto ao ponto e isso me agrada muito.
    Eu tô vendo muitos comentários positivos sobre esse livro, espero ler ele em breve!!

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?

    Achei a premissa do livro bem legal, é só falar em investigações e assassinatos que eu fico super interessada. Acho que gostaria bastante do livro, pois adoro tramas onde o autor vai inserindo novas informações e deixando os leitores cada vez mais curiosos e loucos para descobrir a verdade.
    Adorei a resenha, estou bem empolgada para começar a leitura. Obrigada por compartilhar!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, que bom saber que o livro é volume único e que o final foi surpreendente para você, fico mais animada ainda para ler, já estou super curiosa para saber o que o detetive Nap vai descobrir.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bem?

    Li somente um livro do Coben, mas ele me foi suficiente para saber que o tipo de escrita dele é um dos meus favoritos. Estou curiosa quanto a esse livro e essa capa é muito linda!

    ResponderExcluir
  6. Oi Bea, sempre bacana acompanhar resenhas tão empolgantes assim haha. Fiquei curiosa para saber qual o personagem apareceu e principalmente para saber como o final foi encaminhado. Ainda não li nada desse autor mas só pela sua resenha da pra saber que vale a pena.

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Finalmente meu carequinha retornou com a fórmula mágica que sempre dar certo quando ele escreve.
    Adoro quando ele coloca alguns anos de diferença entre as mortes e o tempo ocorrido, porque todo o desenvolvimento da história se baseia nesse tempo omitido para os leitores.

    Lerei sem dúvida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. fiquei curiosa com a premissa dele, apesar de ter achado a capa meio sofrível... gosto da narrativa de Coben e de como ele conduz o leitor por entre as tramas, nos deixando surpresos com o desfecho... sugestão anotada...

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Enquanto lia sua resenha eu me lembrei muito de outro livro do Coben que li, o qual não gostei muito (achei mediano). E este é um dos meus problemas com este autor, ou eu gosto muito do livro ou acho que fica na média. Em todo o caso sempre dou uma chance aos livros deste autor, então pretendo ler sim.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  10. Oi Beatriz, como está?
    Eis um autor que eu pretendo continuar lendo depois de ter lido "A Grande Ilusão", que foi uma leitura realmente surpreendente para mim apesar do final bastante agridoce que o autor escolheu. Eu ainda hoje fico com aquele gostinho amargo nas ideias quando lembro, mas talvez tenha sido uma escolha sensata, considerando o desenvolvimento. Estou certa de que esse da tua resenha tem algo parecido ou até pior, levando o resumo em conta. Já quero ler esse livro pra ontem!
    Abraços e beijos, Lady Trotsky...
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir