6 de maio de 2016

[Quote] Nove regras a ignorar antes de se apaixonar

Confira alguns trechos do livro e um pequeno resumo.

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar (Livro 01)
Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 384
Ano: 2016
Skoob || Resenha




Resumo
Uma protagonista que não segue os padrões de beleza, já passou da idade de se casar e é um exemplo da boa educação. Mas, aos 28 anos, a Lady Calpúrnia cansou de fazer o que todos esperam dela e listou nove regras sociais que quebraria. Para isso, ela vai contar com a ajuda do libertino mais charmoso de Londres, Gabriel St. Johns, o marquês de Ralston. Um romance de época apaixonante, leia a resenha e sabia mais.

Quotes
"-Não estou sugerindo que arrume um amante, Callie. Nem que cause um escândalo. Só estou dizendo que você se preocupa demais para, bem, para alguém que não precisa se preocupar tanto com uma ligeira mácula na reputação"
"-Talvez a senhorita devesse exibir um pouco da personalidade que está mostrando esta noite em um foro mais público - sugeriu ele - Admito que parece ser muito mais intrigante do que já imaginei, milady, e a curiosidade é a centelha do desejo."
"No momento em que seus lábios se tocaram, Gabriel assumiu o comando, passando os braços em volta dela e arrastando-a para o colo dele. Este beijo foi muito diferente do primeiro - mais pesado, mais intenso, menos cuidadoso. Foi uma força da natureza..."
"Foi há dez anos. Eu havia acabado de debutar e vim me esconder no labirinto, desesperada por algo que me distraísse do fracasso retumbante da minha primeira temporada. E você estava aqui - Ela roçou os dedos preguiçosos pela água do chafariz, os pensamentos naquela noite tanto tempo atrás. - Mal sabia que iria me distrair por toda uma década."

As Regras
1- Beijar alguém... apaixonadamente
2- Fumar charuto e beber uísque
3- Montar com as pernas abertas
4- Esgrimir
5- Assistir a um duelo
6- Disparar uma pistola
7- Jogar (em um clube para cavalheiros)
8- Dançar todas as danças de um baile
9- Ser considerada linda. Pelo menos uma vez. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário