7 de março de 2016

[Resenha] O Medo de Virgília

Título: O Medo de Virgília
Autor: Rosa Mattos
Editora: Selo Jovem
Páginas: 204
Ano: 2014
Skoob: Adicione



Uma trama carregada de mistério, suspense, drama e pessoas com distúrbios psicológicos. No livro, além de acompanharmos a história de Virgília, vemos temas fortes através das histórias de outros personagens. Virgília foi contratada como gerente em uma grande joalheria e aos poucos ela percebe que talvez não tenha sido uma boa decisão, mas precisa do dinheiro para se manter e ajudar a família. Lá ela conhece Alex, um jovem apaixonante mas que esconde um segredo. Logos eles se descobrem apaixonados e, por medo de perder Virgília, Alex não lhe revela que possui um dom que pode ser usado tanto para o bem quanto para o mal. Leia a resenha e sabia mais sobre essa história

Virgília cresceu em uma pequena cidade chamada Cristal e após romper o relacionamento com Leo, ela decide dar um novo rumo em sua vida. O relacionamento terminou pois ela descobriu um traição, não apenas de Leo mas também de sua melhor amiga. Sua mãe herdou um apartamento em Porto Alegre e Virgília muda-se para lá, com isso também pode ficar mais perto de sua irmã, que teve um surto psicótico e está internada. Precisando de dinheiro para se manter e ajudar sua família ela aceitou o emprego de gerente em uma famosa joalheria, parece um bom emprego, mas o cargo traz muitos riscos e ela descobre logo no primeiro dia de trabalho.

Ao chegar em casa ela se depara com o irmão, a esposa, dois filhos e uma gata. Ele perdeu o emprego e não tem onde morar, a mãe de Virgília deu a ele a chave do apartamento e disse que poderiam ficar lá (sem consultar a filha). Eles já chegaram se instalando, decidiram que ficariam com o quarto e que Virgília dormiria na sala, praticamente assumiram o apartamento. Para piorar, ela é alérgica a gatos e passa o dia espirrando por causa da gatinha dos sobrinhos.

Virgília descobriu que a loja foi assaltada no mês anterior e que o antigo gerente havia ficado sob a mira do revólver, por isso ele pediu demissão. Ficou sabendo que a joalheria é alvo de assaltos, mesmo estando no interior de um shopping e que o gerente é sempre o mais visado, pois é quem tem a posse das chaves. Esse risco a deixa em dúvida se vai continuar com o emprego ou não, mas ao chegar em casa e encontrar seu irmão com a família ela não tem outra opção a não ser aceitar o emprego. Além do irmão, seus pais também estão passando por dificuldades financeiras e ela precisa ajudá-los.

Tempos atrás, Marília (irmã de Virgília) teve uma crise no meio de uma reunião familiar e tentou matar Virgília com pedaços de vidro. Ela parecia transtornada, avançou em cima da irmã com ódio nos olhos enquanto gritava "maldita, maldita" , ninguém entendeu nada e em seguida ela foi internada. Nunca mais foi a mesma, vive dopada e não fala com ninguém, as visitas de Virgília a deixam agitada por dias.
Virgília conheceu Alex (o entregador de jóias) e ambos se sentiram atraídos e começaram um relacionamento. Ele a ajudará a passar alguns momentos bem difíceis e o romance entre eles só cresce a cada dia. Embora Alex seja um homem lindo, apaixonante, carinhoso e atencioso, ele esconde um segredo que tem medo de revelar. Há muito tempo ele descobriu um dom que pode salvar ou matar, agora ele tem receio se Virgília vai aceitá-lo ou não. Mas o que nenhum dos dois imaginava é que esse dom vai ter um importante papel na vida de Virgília.

Além desses personagens, Virgília está cercada de pessoas com algum distúrbio, seja fobia, depressão, obsessão, psicopatia ou até mesmo insanidade, ela precisa se manter firme para não enlouquecer também e conta com o apoio de Alex. Porém, o dom que ele carrega e esconde dela, pode afastá-los.
Minha impressão
Com um enredo instigante e uma trama misteriosa, O Medo de Virgília aborda temas muito importantes por trás do foco principal da história. A personagem principal é Virgília (lógico) mas conhecemos muitos outros personagens e com eles os seus distúrbios. Em alguns capítulos nós vemos a história de outros personagens e entendemos o que aconteceu com eles para chegarem ao estado em que estão. Os capítulos não são longos e a narrativa é ágil.

Temos muitos personagens marcantes e distúrbios que estão presentes na sociedade mas que parecem ignorados. Rosa Mattos escreveu uma ficção mas com toques de realidade e seu livro nos mostra que nem sempre as pessoas são o que aparentam ser. 

Eu gostei muito do Alex e da sua história, sofreu muito na infância e quando descobriu seu dom queria vingar-se do mundo, tirando dele pessoas que fazem mal como fizeram para a sua família. Com o passar dos anos percebeu que também poderia fazer o bem e hoje fica dividido entre fazer justiça com as próprias mãos ou salvar vidas. Virgília foi quem mais me agradou, no começo eu percebi nela uma enorme passividade para as situações que aconteciam ao seu redor e ao aceitar muita coisa sem falar nada, mas depois fui conhecendo a sua história e percebendo o porque dela ser assim, por fim, ela foi amadurecendo no decorrer da leitura. 

Um livro recomendado.

Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário