19 de fevereiro de 2016

[Resenha] Feitiço

Título: Feitiço (Livro 02) - Saga Encantadas
Autor: Sarah Pinborough
Editora: Única
Páginas: 247
Ano: 2013
Skoob: Adicione



Segundo volume da saga Encantadas, Feitiço é uma releitura de Cinderela.  Uma jovem maltratada pela madrasta e suas irmãs? Uma fada madrinha disposta a ajudar? Não! A história que vemos aqui é bem diferente e pode chocar muita gente. Esse livro vai te surpreender. 
Não contém spoiler do primeiro volume 

Desde que a mãe de Cinderela morreu, ela sofre nas mãos da madrasta que só tem olhos para suas filhas. Uma delas se casou com um visconde e não vive mais com a família, a outra é inteligente mas não é dotada de grande beleza. Enquanto sua madrasta tenta deixar sua filha elegante para ficar apresentável aos olhos da sociedade, Cinderela é obrigada a realizar os afazeres domésticos.


Certo dia, foi anunciado um baile real onde o príncipe escolheria a sua futura esposa e, claro, a madrasta tratou de investir em sua filha. Diferentemente do conto clássico, o pai de Cinderela está vivo e não se opõe aos caprichos da esposa e permite que sua filha seja humilhada. A madrasta decide usar toda a economia da família para comprar vestidos e joias para o baile e Cinderela  nem foi convidada.
Quando já estava sem esperanças de ir ao baile, Cinderela recebe uma visita inesperada. Uma fada madrinha que está disposta a ajudá-la a conquistar a atenção do príncipe para fazer com ele se case com ela. Porém tudo tem um preço, ela deverá investigar cada cômodo do castelo em busca de algo suspeito e afirma que a jovem saberá o que é quando encontrar. Ela aceita o acordo e a fada madrinha cumpre sua palavra. A única ressalva é que o feitiço acaba à meia-noite e Cinderela deveria voltar.

Ao chegar no baile, toda a atenção do príncipe se volta para ele e logo ele a chama para ficarem à sós. Toda a magia se encarrega da atração entre eles e naquele instante o príncipe soube que ela seria sua esposa. O sino toca doze vezes e ela se lembra do aviso da fada, quando sai correndo perde sapatinho de cristal. Para encontrá-la , o príncipe busca em todas as casas a dona do sapatinho e por mais que sua irmã tentasse fazer seus pés entrarem, somente o pé de Cinderela cabe. Bem, até aqui todos já conheciam a história, vamos agora para as surpresas.
Essas são apenas as semelhanças que vemos do conto clássico, porque a história que lemos em Feitiço é inovadora. Cinderela não é a jovem frágil e ingênua que conhecemos, aqui ela é cheia de futilidades, mimada, egoísta e até mesmo devassa (ficou surpreso? eu também). Ao longo da leitura vemos esses comportamentos se aflorarem em Cinderela e podemos perceber que a madrasta não é tão má quanto se imagina e que sua irmã Rose, não é a megera feia que Cinderela cria. Rose é bonita e inteligente, ao chegar no castelo ela porta-se sabiamente e encanta o rei com sua destreza e gosto pela política. 

Lembra do caçador da história de Branca de Neve? então, aqui ele terá um importante papel. Por não ter matado a princesa, ele recebeu um castigo da Rainha, quando o primeiro volume termina fica a impressão de que ele terá uma evolução no segundo volume e é justamente isso que acontece. O caçador não é o único personagem do primeiro volume que aparece em Feitiço, outros aparecerão mas não posso dizer quem são ou em quais momentos eles surgem. O final desse segundo volume é carregado de surpresas e revelações bombásticas (acredite, não estou exagerando)
Minha impressão

Novamente me surpreendi com uma releitura. A autora conseguiu inovar o clássico e sem tirar seu charme, introduziu personagens de outros contos e interligou as histórias. A escrita se mantém ágil e com acréscimo de um humor um tanto perverso e muita sensualidade (muito mais que no primeiro volume). Uma história realmente fascinante que nos envolve até chegar ao final.

Falando sobre o final, que final foi esse?!!! eu fiquei chocada quando li o epílogo, sério, tive que reler a página inteira para ver se tinha entendido direito. Não digo sobre o final de Cinderela, o epílogo traz uma revelação sobre a história anterior e eu fiquei sem ação ao ler, até já esperava que fosse algo parecido mas a maneira como a autora descreveu foi surpreendente.

Uma trama bem elaborada, muito bem desenvolvida e que nos deixa ainda mais curiosos para ler o terceiro volume da série. Personagens já conhecidos foram totalmente recriados e o resultado foi uma obra encantadora

Veja a resenha de todos os volumes da série:

Nenhum comentário:

Postar um comentário