[Resenha] A Garota do Lago

11 de novembro de 2020

Título: A Garota do Lago
Autor: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Páginas: 296
Ano: 2017
*Acervo pessoal
Sinopse: ALGUNS LUGARES PARECEM BELOS DEMAIS PARA SEREM TOCADOS PELO HORROR...
Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada.
Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso.
E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS...
E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado...
Resenha
Becca Eckersley foi brutalmente assassinada e a repórter Kelsey Castle é designada para investigar o caso e escrever uma matéria, Kelsey acabou de retornar ao trabalho, ela estava de licença devido a um acontecimento traumático e seu superior quis que a sua melhor funcionária fizesse a matéria, no começo ela não gosta muito da ideia de ir para uma cidade pacata para cobrir mais um caso de assassinato, só que ao começar as investigações Kelsey descobre que esse caso especificamente tem uma forte ligação com o seu próprio passado e precisa descobrir o que aconteceu exatamente.

Becca era uma estudante de direito, filha de um importante advogado ela tinha uma carreira brilhante pela frente, mas escondia muitos segredos, alguns deles poderiam ser vergonhosos para o seu pai. Ela era uma jovem inteligente e esforçada, carismática e com muitos amigos, mas a Becca que todos conheciam não era a mesma, ela podia ser muitas pessoas em uma só. Para um professor, poderia ser uma estudante dedicada que gostava de flertar e se encontrar escondido; para Brad, uma amiga leal e uma confidente, por quem ele nutria fortes sentimentos e sabia que eram correspondidos; para Jack, uma mulher brilhante, linda e que mesmo sendo de uma posição social mais alta que a dele não deixava que isso impedisse em sua amizade; para Richard, uma ex-namorada do colegial que ele acreditava que ainda poderia retomar o relacionamento. Para os pais, a filha perfeita.

Becca gostava de manipular as pessoas para que fizessem coisas a seu favor, sempre de maneira sutil, ela conseguia tudo o que queria, fosse flertando com o professor ou incentivando relacionamentos que jamais aconteceriam. Ela sabia muito bem aonde queria chegar, almejava uma vida profissional que certamente alcançaria em pouco tempo, não apenas pela influência de seu pai, mas pelos próprios esforços. Mas ela foi assassinada e estuprada, o assassino não deixou rastros e a polícia tem dificuldades para encontrar pistas.

Assim que chega à cidade, Kelsey descobre que pessoas importantes estão querendo manter detalhes da morte de Becca em segredo, a polícia local perdeu o acesso ao caso e agora ele está nas mãos dos federais, o delegado não gosta disso e oferece toda a ajuda possível para que a jornalista consiga descobrir mais informações, já que ele próprio está impedido de ir mais fundo. Kelsey consegue a ajuda de um médico que ao verificar o laudo descobre algumas coisas que o intrigam, então ele decide que vai investigar com Kelsey e ajudá-la nas questões médicas e no que mais ela precisar.

O laudo da morte de Becca foi modificado e a versão oficial que será liberada para a impressa não contém todas as informações, a partir do que a repórter e o médico encontram é possível começar a montar alguns cenários, mas identificar algum suspeito é difícil. Isso porque a vida de Becca é um completo segredo, suas contas nas redes sociais foram desativadas, a família é inacessível,  e Kelsey não sabe quem são seus amigos, se ela tinha namorado, não quase nada sobre a sua vida, apenas tem muitas informações precisas sobre a sua morte.

Becca escrevia um diário que não foi encontrado pela polícia, Kelsey descobre a respeito dele e quer encontrá-lo, ali podem estar todas as respostas para as suas perguntas. Se ela conseguir um pouco mais de informações sobre a vida de Becca, talvez ela consiga encontrar o assassino, porque ela já tem peças suficientes do quebra-cabeça, faltam apenas algumas e para conseguir completá-lo será preciso conhecer um pouco sobre o passado de Becca. Mas Kelsey encontrará dificuldades ao longo da sua investigação, as pessoas que querem manter segredo sobre os detalhes da morte de Becca não querem uma jornalista fuçando por aí e revelando segredos.
Minha impressão
Como eu estava curiosa com esse livro, eu comecei a ler com altas expectativas e é muito prazeroso ler um livro assim e ser surpreendida. Eu vi muitos elogios para a obra e já esperava me envolver, mas a leitura foi ainda melhor do que eu esperava, o autor vai nos dando pistas ao longo das páginas, muitas são plantadas exclusivamente para nos confundir, e temos que ir coletando informações aqui e ali para tentarmos desvendar o caso. Esse é o meu gênero literário preferido e por mais que eu esteja acostumada com livros como esse o Charlie Donlea me enganou direitinho com o assassino!

Becca foi brutalmente assassinada após ter sido estuprada, o primeiro capítulo nós acompanhamos fragmentos do dia do crime até o momento da morte, é completamente instigante! Depois, o livro se intercala entre o presente e o passado e achei genial o autor fazer isso. Então enquanto a repórter faz investigações no presente, nós vemos o passado de Becca e vamos conhecendo alguns suspeitos. Enquanto a repórter busca o diário de Becca e tenta descobrir qualquer coisa que a ajude, nós temos a vida de Becca se desenrolando bem diante de nós e torcemos por um final diferente, mas ela já está morta, estamos apenas vendo como tudo aconteceu.

Eu tinha um suspeito número um, dentre todos os que nos são apresentados um deles me chamava mais atenção, eu tinha certeza de que seria ele. Mas aí veio um acontecimento bombástico que o tirou completamente do meu radar e então eu comecei a suspeitar muito de outro e cada vez mais parecia que seria ele, só que era tão óbvio que eu ficava achando que tinha algo errado. Estava certa. A jogada do autor foi sensacional, quando a identidade do assassino foi revelada eu fiquei de queixo caído, não conseguia acreditar que tinha deixado passar despercebido um detalhe, um detalhe tão ínfimo que eu mal notei, mas essa única informação fez toda a diferença.

Enfim, amantes de livros policiais com certeza vão se deliciar com a leitura. Quem ainda não leu nada do gênero é um livro que recomendo para começar também, ele é ágil, com muitas informações que nem nos dão tempo para respirar que já vem outra. Foi o primeiro livro do Charlie Donlea que eu li e preciso ler os outros. 

Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário