[Resenha] O Jogo da Mentira

24 de outubro de 2019

Título: O Jogo da Mentira
Autor: Ruth Ware
Editora: Rocco
Páginas: 352
Ano: 2019
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora
Sinopse: O texto chegou de madrugada: eu preciso de vocês. Isa sabia do que se tratava, mas esperava nunca ter que ler essa mensagem.
Isa larga tudo, e coloca sua carreira e casamento em risco quando volta para Salten, pequeno povoado na costa inglesa, para ajudar uma amiga.
O Jogo da mentira é o mais novo sucesso da britânica Ruth Ware. A obra acompanha Isa Wilde, jovem que quando recebe o chamado de Kate Atagon, uma de suas mais antigas amigas, sabe que tem que voltar para o local onde passou o melhor semestre de sua vida. Até que que para ajudar a amiga, Isa, Fatima Qureshy e Thea West tomam uma decisão que para sempre assombrará suas vidas.
As jovens estudavam em Salten House, um semi internato para moças, e passavam os fins de semana no moinho a beira do Reach, o estuário local, onde Kate morava com seu pai Ambrose, professor de artes de Salten e seu meio-irmão, Luc. Durante um verão, as meninas se divertiram, nadaram nas águas do Reach, fumaram, beberam e se tornaram as melhores amigas. Nesse período, as amigas costumavam jogar o Jogo da Mentira, uma brincadeira entre as moças de convencer os outros das mais absurdas histórias. Até que elas mesmas não sabem mais diferenciar a verdade da mentira. E dezessete anos depois, algo terrível foi descoberto e o maior segredo das moças está prestes a ser revelado.
Sem saber mais o que é verdade, Isa tenta de toda forma ajudar Kate, mas parece que sua amiga ainda está jogando, e acontecimentos estranhos e surpreendentes revelações aumentam ainda mais as suspeitas de Isa.
A autora mantem o leitor num sutil equilíbrio, enquanto tece uma trama surpreendente a caminho de um final memorável. Com uma atmosfera opressora e criativas reviravoltas, Ruth Ware faz jus ao título de Agatha Christie dos dias atuais.
Resenha
  • REGRA 1: Conte uma mentira
  • REGRA 2: Insista na sua história
  • REGRA 3: Não deixe que descubram
  • REGRA 4: Nunca mintam umas para as outras
  • REGRA 5: Saiba quando parar de mentir

Anos atrás, na época do colégio, quatro amigas formavam um grupinho impenetrável. Eram temidas e odiadas, mas tinham umas às outras e tinham o seu jogo, o Jogo da Mentira. As regras eram simples e o objetivo era enganar o maior número de pessoas, a pontuação variava de acordo com o grau da mentira e com o quanto a pessoa enganada acreditava nela. As quatro amigas não eram confiáveis e ninguém mais se aproximava delas, eram adolescentes cruéis que faziam qualquer coisa para obter mais pontos.

Isa, Fatima, Thea e Kate. Cada uma delas foi parar no internato por motivos diferentes. O pai de Kate era o professor de arte; Thea havia sido expulsa de vários outros colégios e tentava a sorte em mais um; Os pais de Fatima eram médicos e estavam envolvidos em trabalho voluntário e por isso não paravam em casa; A mãe de Isa estava muito doente e o pai se dividia entre trabalho e hospital, pelo bem da filha ele achou melhor enviá-la ao internato.  E então elas se conheceram e logo se tornaram inseparáveis.
Foi um ano muito complicado, as mentiras que as amigas contavam tiveram resultado catastrófico e algumas deixaram marcas eternas. Aos finais de semana os alunos podiam ir para casa, mas elas preferiam ficar come Kate, Ambrose, o pai dela, gostava que a filha tivesse as amigas por perto e as tratava muito bem. Só que algo muito ruim aconteceu e Ambrose desapareceu. As quatro amigas foram expulsas do colégio de maneira sigilosa. O que quer que tenha acontecido ficou escondido, as quatro selaram um pacto e jamais revelaram os acontecimentos daquela noite.

Muitos anos se passaram e agora elas são adultas. Kate nunca quis sair de sua casa, continuou morando lá todos esses anos, aguentando o falatório local, as fofocas, as insinuações e provocações. Theo tem problemas com bebidas e está trabalhando em uma boate. Fatima assumiu o islamismo e se tornou médica cirurgiã, é casada e tem dois filhos. Isa acabou de ter uma filha, Freya, seu casamento está um pouco complicado, mas precisa superar, o marido não tem culpa do passado que ela tem. E vida de cada uma delas nunca foi normal, aquele ano jamais deixou de aterrorizá-las. Agora o pesadelo vai se tornar real. O passado ressurgiu com força e está cobrando a verdade.
Um osso humano foi encontrado no vilarejo onde elas estudavam e no dia seguinte Kate envia uma mensagem de texto para as amigas convocando-as, elas têm que se reunir novamente. O que aconteceu com Ambrose e qual a ligação que elas têm com o desaparecimento dele? Foram anos tentando manter esse segredo escondido e agora ele está por um fio. Kate precisa da ajuda das amigas, não poderia lidar com isso sozinha. E as amigas sabem que fazem parte disso tanto quanto ela e não hesitam em voltar para o lugar onde tudo começou. Onde as suas vidas mudaram para sempre.

Elas não são mais as mesmas, são adultas e têm uma nova percepção sobre as coisas. Agora elas enxergam o quanto foram cruéis naquela época e sabem que as pessoas serão hostis quando as virem novamente. O osso encontrado dá mais motivos para as pessoas falarem. Aqueles tempos com Ambrose, os dias na casa dele, o que elas faziam lá, ninguém entendia e ainda hoje as pessoas comentam. Isa, Theo, Fatima e Kate continuam guardando o segredo, mas agora elas descobrem que uma delas mentiu. O que acontece depois dessa descoberta é surpreendente.
Minha impressão
O Jogo da Mentira possui uma trama que nos mantêm presos à leitura desde a primeira página. A premissa é altamente instigante e a todo o momento nós tentamos desvendar o mistério e descobrir o que aconteceu no passado. Isa, Fatima, Theo e Kate foram adolescentes perversas, eram capazes de tudo para conseguir mais pontos no jogo cuja finalidade era enganar o maior número de pessoas com mentiras que poderiam ser simples ou complexas, o importante era contar uma mentira.

Enquanto estiveram no colégio elas foram odiadas, mas continuavam mentindo e elas gostavam disso. Mas o jogo resultou em uma tragédia e elas foram expulsas do colégio quando o pai de Kate desapareceu. Anos depois, quando um osso é encontrado perto de onde elas estudavam, as quatro se reencontram e todos os horrores do passado voltam, mas elas precisam fazer com que o segredo continue enterrado.

Quando comecei a leitura eu imaginei que iria detestar a Kate e a Theo, tinha a impressão que elas duas estavam manipulando a Isa e a Fatima, mas com o tempo percebi que todas elas eram maldosas e nenhuma era ingênua. Elas sabiam que feriam as pessoas com suas palavras e suas mentiras, mas gostavam do poder. O que aconteceu com Ambrose é um mistério que nos consome durante toda a leitura e somente no final é que vamos descobrir a verdade, mas a autora nos dá algumas pistas ao longo das páginas, e nos dá pistas falsas também. Temos cenas do passado intercaladas com o presente e assim podemos ver como as coisas chegaram ao ponto em que estão.

O Jogo da Mentira é um suspense impossível de largar e seu final é completamente surpreendente. Sou grande fã do gênero e estou muito satisfeita com a leitura, eu havia criado altas expectativas e não me decepcionei.

Minha nota para o livro

4 comentários:

  1. Adorei sua postagem de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Dicas da Web

    ResponderExcluir
  2. Fiquei super curiosa para ler esse livro pelo seu post, até desconfio o que aconteceu com o personagem mas quero entender como e até onde foi o envolvimento das quatro garotas.

    ResponderExcluir
  3. O fato da obra já instigar desde o começo, é algo que cativa infinitamente! Ainda não conhecia esse livro, mas a forma como você apresentou me deixou curiosa e ainda mais para desvendar todo o mistério. Dica anotadíssima!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas confesso que não fiquei muito curiosa para ler. Até tenho tentado ler mais livros de suspense, mas ainda é um gênero que não me atrai tanto. Além disso, não sei se eu teria paciência com um livro em que as personagens centrais são tão manipuladoras. Porém, adorei conferir conferir sua resenha e fico feliz que a leitura tenha sido tão envolvente.
    Beijos!

    ResponderExcluir