30 de agosto de 2016

[Resenha] Vestida de Mim

Título: Vestida de Mim
Autora: Carla Neto
Editora: Autografia
Páginas: 262
Ano: 2016
Skoob: Adicione
*Cortesia da editora


Com uma linda mistura de palavras, Carla Neto nos apresenta o seu olhar de poetisa para diversas situações. Confira a resenha.
Com poemas simples mas intensos em suas mensagens, Vestida de Mim é uma obra que resgata a intimidade com o nosso "eu" e, ao mesmo tempo, nos faz analisar situações reais e atuais com um novo olhar.
"Queria nascer do ventre calmo
Novamente
Para poder
Ter novas esperanças...
Onde pessoas
Fossem mais humanas
E reconhecessem
Nas outras
Seu ato de covardia...
Que essas mesmas pessoas
Vissem em si
A falta de ser solidários
A não aceitação
Do ser diferente.."

Trecho  do poema "Crepúsculo", página 114
Poetizar É...
Fazer a língua viva
Reinventando
Significados...
Página 10
A autora realmente reinventa significados em seus poemas falando sobre diversos temas e situações. Podemos acompanhar seus pensamentos e perceber a sua sensibilidade no momento da escrita e da inspiração.
Encontramos também uma grande diversidade, tanto nos assuntos quanto nos sentimentos. Alguns poemas são fortes e avassaladores, já outros são frágeis e doces, trazendo um agradável afago durante a leitura.
Minha impressão
A primeira coisa que me chamou atenção foi a capa, essa paisagem simples e linda reflete perfeitamente a essência da obra. O título é muito original e após finalizar a leitura posso afirmar que não teria outro melhor, embora eu não conhecesse a autora antes de ler a obra é notório que os poemas que em seu livro são transcritos do seu mais profundo interior. 

Muitas poesias se destacaram para mim no decorrer da leitura. "Amor", "intimidade" e "Primeiras horas" são apenas algumas delas e as trarei na coluna De Bem Com a Poesia futuramente. 

Para finalizar, vou deixar o trecho de uma poesia que diz muito como eu penso sobre os poetas:
"Eu admiro o poeta
Não poder ele fingir
O que sente
Mas por
Poder sentir
O que são sentimentos
E saber definir...
Define Com palavras
Que nos faz acreditar
Que as pessoas e seus sentimentos
São apenas...
Miragens"
Trecho do poema "Poeta", página 69
Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário