27 de setembro de 2016

[Resenha] O Romance Inacabado de Sofia Stern

Título: O Romance Inacabado de Sofia Stern
Autor: Ronaldo Wrobel
Editora: Record
Páginas: 256
Ano: 2016
Skoob: Adicione
*Cortesia da editora


A Segunda Guerra Mundial é o cenário que temos como base, mas também acompanhamos a história se desenvolvendo em 2013, quando o neto de Sofia tenta desvendar mistérios de seu passado. Uma obra completamente instigante, leia a resenha completa e saiba mais.
Na Alemanha, Hitler começava a erguer o seu exército, o nazismo estava se estabelecendo com uma grande força. Judeus, negros, homossexuais, deficientes... Somente os arianos eram dignos de sobreviver, qualquer um que não tivesse o sangue puro, era hostilizado. O país começava a dar indícios do caos que se veria dentro de poucos anos.

Sofia Stern tinha sangue judeu e católico, uma jovem linda mas que tinha o "defeito" de não ser ariana. Na escola era sempre humilhada, retirada de eventos onde somente a entrada de sangue puro era permitida e ninguém se aproximava dela. Mas um dia isso mudou, entrou na escola uma aluna nova, Klara Hansen, uma perfeita ariana que não tinha boas condições financeiras. A amizade das duas foi selada no momento em que se conheceram, seriam grandes cúmplices, mesmo Sofia sendo mestiça e Klara uma ariana.
Mas essa é a parte do passado de Sofia que o seu neto, Ronaldo, vai conhecendo aos poucos e quanto mais ele procura informações, mais vai adentrando em um universo misterioso e perigoso. Sofia não gosta de falar sobre o seu passado, tudo o que se sabe é que ela fugiu da Alemanha e veio para o Brasil com um visto provisório. No entanto, Ronaldo começa a descobrir segredos da avó que jamais imaginou que existissem.

Sofia está com a idade bem avançada e começa a falar algumas coisas que não fazem muito sentido, mas Ronaldo encontrou (ou teria sido a própria Sofia que resolveu lhe entregar?) um livro onde tinham anotações e percebeu que as histórias de sua avó não eram tão desconexas como ele imaginava. Como se não bastasse, Sofia passou a agir de uma maneira muito estranha também, chegando a sair escondida de casa para ir cantar em uma casa noturna.
"Frases pela metade, palavras soltas em português e alemão, falta de cronologia, rasuras e setas sem rumo: os manuscritos de vovó foram uma surpresa ingrata para quem esperava um texto convencional"
Determinado a entender o que estava acontecendo com a sua avó e trazer à tona o passado que ela tanto mantém oculto, Ronaldo coloca seu nome em um banco de dados da Cruz Vermelha e a resposta é quase que imediata. Ele recebe uma ligação de uma juíza alemã e as informação que ela apresenta são ainda mais curiosas do que a história que ele sabia até aquele momento. Há alguns anos a juíza fez uma grande descoberta, que está diretamente relacionada com Sofia e Klara e que pode desencadear uma série de fatores que Sofia gostaria de levar para o túmulo com ela.

Assassinato, degradação, traição, um amor perdido no tempo... Sofia não queria reviver um passado cruel e injusto, mas era necessário voltar ao mesmo país de onde havia fugido há tantas décadas. Era necessário expor suas mais profundas memórias, seus mais obscuros segredos e vencer seus medos.
Minha impressão
Fascinante! A capa desse livro já traz um ar de mistério e eu a achei maravilhosa, quando comecei a ler eu logo vi que esse ar misterioso se manteria durante toda a leitura e isso é completamente atraente, o que me fez desejar ler o mais rápido possível para descobrir onde tudo ia dar, mas ao mesmo tempo eu queria ler bem devagar para que a leitura não acabasse. A trama é envolvente e a naturalidade com que os fatos vão se desenvolvendo dão uma realidade incrível para a história. 

Outros personagens também merecem destaque e, dentre eles, quero destacar dois. O noivo de Klara, que tinha uma carreira solida no exército de Hitler e era um homem sem escrúpulos, capaz de fazer coisas absurdas para não manchar a sua imagem (resumindo, um nazista!), Klara se submetia a um relacionamento humilhante, talvez por amor, mas o resultado de sua entrega é algo assombroso e inadmissível. 

Mas um dos personagens que merece mais atenção é Hugo, irmão de Klara. Não quero revelar muito sobre ele pois ele terá um papel muito importante no desenvolvimento desse romance. Hugo é um rapaz um tanto singular, conquistador, cheio de ideais e de personalidade marcante. Ele criou a Fábula da Cidade Mascarada, onde conta que havia uma cidade onde todos os habitantes usavam máscaras e ninguém contestava o uso delas, até que um dia um homem apareceu na rua sem a sua máscara e então descobrimos o que acontece quando as máscaras caem (claro que não vou falar mais nada!!!). Ao longo da trama, Hugo aparece algumas vezes e terá seu próprio segredo para revelar. 

O final dessa obra é inacreditável, foi uma verdadeira surpresa, eu imaginei várias possibilidades mas nenhuma delas chegou perto do que realmente aconteceu, é genial! E sobre o título... Qualquer outro título não caberia tão perfeitamente quanto este, ao chegar no final da leitura eu entendi o verdadeiro romance inacabado de Sofia e vou comparar com a fábula criada por Hugo, no final desse livro as máscaras caem!!! Uma leitura totalmente recomendada.

Minha nota para o livro

Um comentário:

  1. Oi amore,
    Essa capa sendo sincera não me instiga nem um pouco pra ler... e por se tratar de segunda guerra mundial, menos vontade ainda de ler...
    Sua resenha está lindíssima, parabéns!
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir