16 de junho de 2016

[Resenha] Não Fale Com Estranhos

Título: Não Fale Com Estranhos
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2016
Skoob: Adicione



A vida de Adam Price desmoronou quando um estranho lhe revelou um grande segredo no passado de sua mulher. A vida do casal foi construída com base em uma mentira, mas o estranho estaria falando a verdade? Quais motivos a mulher teria para ter mentido todo esse tempo? Leia a resenha e saiba mais sobre essa trama intrigante que nos faz pensar até onde nós iríamos para proteger nossas famílias.
Adam Price foi abordado por um homem estranho que tinha ido até onde ele estava apenas para lhe fazer uma revelação. O homem lhe contou um antigo segredo de sua mulher e, com isso, Adam percebeu que seu casamento foi uma mentira construída pela esposa. O estranho foi cauteloso ao levar todas as provas e ainda forneceu meios para que Adam pesquisasse mais. Mas o propósito do estranho vai além do que Adam poderia imaginar. Não é um ato solidário para libertar da mentira um marido enganado por sua esposa. Não mesmo. A verdade por trás dessa história é cruel e calculista.

Atordoado, Adam resolve conversar com sua esposa Corinne e ela confirma a versão do estranho. Diante da triste realidade, Adam pede explicações e a esposa nega. Corinne diz que ainda não pode falar e age de maneira estranha. No dia seguinte marca um encontro com ele para contar mais detalhes, porém não aparece e manda uma mensagem no celular pedindo um tempo e para que ele não a procure.
A partir desse momento as coisas só pioram. Adam começa uma investigação particular para entender as mentiras de sua esposa e para tentar encontrá-la. Porém, quanto mais procura por pistas, mais mistérios ele descobre. Sentindo falta da mãe, os filhos começam a questioná-lo e Adam sempre usa as mesmas desculpas, que a mãe estava viajando à trabalho. Ele está desesperado, sua esposa teria fugido para não precisar encará-lo depois que teve seu segredo revelado ou algo teria acontecido com ela? Corinne seria capaz de abandonar as crianças só para colocar a cabeça no lugar? São perguntas como essas que ele tenta descobrir.

Em paralelo com as buscas de Adam, outras pessoas começam a ter seus segredos sendo expostos. O estranho procura por um familiar e faz a revelação. As pessoas achavam que estavam seguras ao se esconderem por trás do anonimato, que suas verdadeiras identidades estavam protegidas e que seus segredos jamais viriam à tona. Mas é nesse momento que surge o estranho. Ele mostra que nada permanece oculto por muito tempo e que mentiras podem destruir vidas.
Todas essas histórias se interligam em um universo próprio e gigantesco, onde vemos corrupção, chantagem, assassinato, traição, vingança e muitas mentiras. Até que ponto um ser humano é capaz de chegar para proteger a sua família? Como agir diante de revelações terríveis sobre pessoas que amamos?
Minha impressão
Não Fale Com Estranhos é uma trama magnífica que aborda temas importantes e traz grandes questionamentos em suas páginas. Com um enredo intrigante, Harlan Coben nos apresenta uma obra onde a mentira é a causa de toda destruição. Tudo está relacionado desde a primeira página e no decorrer da história vamos ligando os fatos. 

Acompanhar a procura de Adam pela esposa chega a ser agonizante, querer descobrir a verdade e achar o tempo todo que o pior aconteceu é triste. O final é totalmente inesperado e até mesmo perturbador. Eu sou fã do autor desde 2009, já li quase todos os seus livros e o final desse foi o mais surpreendente. Além de superar todas as minhas expectativas, o desfecho dessa obra me deixou a angustiada e revoltada. Custei para acreditar no que estava lendo, afinal, no meio de tantas mentiras ter só mais uma não seria improvável. 

Não Fale Com Estranhos se tornou o meu livro preferido do Harlan Coben. Uma obra que indico de olhos fechados e não apenas para fãs de romances policiais. 

Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário