21 de junho de 2016

[Resenha] A Guardiã do Tempo

Título: A Guardiã do Tempo (Livro 02) - Série Timeless
Autora: Alexandra Monir
Editora: Jangada
Páginas: 240
Ano: 2016
Skoob: Adicione



Viagens no tempo, romance, intrigas, traição e revelações de segredos. No segundo volume da série Timeless, Michele Windsor vai encontrar o grande amor do passado mas Philip Walker não se lembra dela. Além da decepção, ela vai precisar lutar para vencer um conflito que já existe há mais de 120 anos.
NÃO CONTÉM SPOILER DO VOLUME ANTERIOR 

Michle Windsor descobriu que tem uma incrível habilidade de viajar no tempo, para conseguir tal feito ela precisa de uma chave que ativa o chamado gene do tempo, um gene que somente herdeiros de outros viajantes do tempo possuem. A descoberta é recente e Michele ainda não está familiarizada com seu dom, aos poucos ela começa a aprender e a entender como funciona a viagem no tempo. 

No volume anterior, Michele encontra um diário que a leva para o ano em que foi escrito, 1910. Lá ela conhece Philip Walker. Eles passam por muitos momentos juntos, construindo belas canções e vivendo um lindo relacionamento. De volta aos dias atuais, Michele sente falta de seu grande amor e anseia pelo momento em que o encontraria novamente, mas sem ter a certeza de que algum dia o veria de novo. 
A jovem é filha de um casal de épocas diferentes. Seu pai viajou para muitas décadas à frente de seu tempo e se apaixonou por uma jovem da época, o relacionamento resultou no nascimento de Michele. Longe dos pais e vivendo com os avós, Michele sente um fio de esperança ao chegar um novo aluno em seu colégio. Ali, bem na sua frente, está o seu Philip, seu grande amor de 1910. Mas o rapaz, estranhamente, não se recorda de nada e ela é atingida por uma profunda decepção.

Michele não desistirá, ela está certa de que é o mesmo Philip e a cada dia suas suspeitas se confirmam. Sem saber o motivo do esquecimento, Michele busca meios para fazer com que Philip se lembre dos momentos que passaram juntos e do grande amor existente entre eles.
Nesse período, uma ameça do passado ressurge para afrontar Michele e sua vida corre perigo. A jovem encontra alguns diários de seu pai e com ele também encontra o Manual da Sociedade Temporal, no manual ela vai descobrir respostas para algumas de suas perguntas mas para acabar de vez com todas as suas dúvidas e derrotar essa ameça, ela precisará fazer uma grande viagem no tempo para esclarecer todos os fatos que ainda estão ocultos.

Michele tem apenas sete dias para tentar manter-se em segurança, após esse período sua vida poderá estar acabada. É uma luta contra o tempo onde cada segundo é importante.
Minha impressão
A primeira coisa que me chamou atenção no livro foi a capa, que está linda. Eu ainda não havia lido o volume anterior (Muito Além do Tempo), mas ao ler a sinopse fiquei completamente instigada e me aventurei na leitura dessa deliciosa trama. Li a sinopse e procurei algumas resenhas do primeiro volume antes de começar a ler, mas mesmo que não tivesse lido, a autora nos conta um pouco do que aconteceu entre as páginas desse livro e é possível fazer a leitura sem se perder na história. 

Michele é uma jovem de apenas 16 anos mas que é muito madura para a sua idade. Gostei muito de acompanhar o desenvolvimento e as descobertas dela. A história é contada nos dias atuais, também vemos o passado através de algumas viagens de Michele mas, principalmente, através dos diários que ela encontra do pai. São capítulos que nos descrevem lugares e acontecimentos de séculos atrás, nos proporcionando uma verdadeira viagem no tempo. 

Minha nota para o livro


Clique na seta para ver mais fotos

Nenhum comentário:

Postar um comentário