10 de janeiro de 2016

[Resenha] Uma Curva no Tempo

Título: Uma Curva no Tempo
Autor: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Ano: 2015
Skoob: Adicione



Um terrível acidente muda completamente a vida de Rachel. Cinco anos depois, ela tem uma vida muito triste, seu rosto está desfigurado, seu melhor amigo morrera no acidente, seu pai está muito doente, ela  mora sozinha longe de todos, seu emprego é apenas para sustentar-se e diariamente se culpa pela morte do amigo. Algo acontece e agora, a noite do acidente não foi exatamente como ela se lembra, ninguém morreu, seu pai não está doente, ela tem o emprego de seus sonhos e está prestes a se casar. Mas seria possível as coisas mudarem dessa maneira? o tempo teria feito uma curva e agora tivera uma segunda chance? mas porque ela não consegue esquecer os cinco dolorosos anos?


Rachel e seu grupo de amigos reúnem-se para uma despedida, no dia seguinte eles ingressariam na faculdade. Conhecemos integrantes do grupo, quatro homens e três mulheres. Sarah é a melhor amiga e confidente de Rachel, Matt é o mais bonito e seu o namorado, Jimmy é o seu melhor amigo e que faz de tudo por ela, Cathy é a mais nova integrante, mas é extremamente linda e totalmente exibida, os outros dois são Trevor e Phil, que praticamente disputam Cathy.

A noite do acidente estava como o de costume, as brincadeiras deles, o nervosismo da faculdade e Rachel sentindo-se insegura e ameaçada com a presença da atraente Cathy. Em um determinado momento da noite, um carro desgovernado invade o restaurante e Rachel acaba presa por uma mesa, Jimmy não pensa duas vezes e, heroicamente, salva a vida da amiga mas perde a própria.
Cinco anos se passam e Rachel e ela sente-se culpada por Jimmy ter morrido tentando salvá-la. Ela carrega uma cicatriz grande no rosto mas nenhuma cicatriz se iguala ao ferimento em seu coração, a dor pela perda de seu amigo é muito profunda. Quado o acidente aconteceu, seu pai voltou a fumar e agora está com câncer em um estado avançado. Ela vive com dores de cabeça e tem uma pilha de exames que precisa fazer e um monte de remédios para tomar.

Sarah vai se casar e convida Rachel para seu casamento, ela precisa voltar para a cidade mas a dificuldade é enorme. Quando decide voltar e se reencontra com os amigos, as coisas estão diferentes e existe uma certa tensão no ar, que mais a incomoda são as lembranças de Jimmy, aquele lugar, aquelas pessoas tudo a lembra do amigo que deu a vida pela sua. Ela resolve fazer algo que há cinco anos não fez, vai visitá-lo no cemitério. Ao chegar as suas dores de cabeça aumentam consideravelmente, ou pelo seu estado emocional ou por sua irresponsabilidade de não ter feito os exames, mas o fato é que ela fica realmente muito mal e acaba desmaiando, é nesse exato momento, tudo muda!
"Era doloroso demais. Eu não forte o bastante, nem física, nem emocionalmente, para enfrentar tamanha dor naquela noite. Tinha sido loucura ir até ali. Com o corpo ainda sacudido por soluços, comecei a me levantar e cambaleei para frente..."
Rachel acorda em um hospital e sua vida não é mais a mesma, seus últimos cinco anos estão completamente diferentes, começando com a noite do acidente. Naquela noite Jimmy não morrera, ele a salvou e todos conseguiram escapar sem grandes ferimentos. Seu pai não está doente e exibe uma boa saúde. Ela concluiu a faculdade e hoje tem um emprego dos sonhos. Está de casamento marcado com Matt e tudo está incrivelmente bem, tão diferente da triste realidade que se lembrava.

Nessa nova realidade ela foi parar no hospital após ter sido assaltada, bateu fortemente com a cabeça e os médicos acreditam que ela esteja com alguma amnésia, pois não lembra de nada dos últimos cinco anos e tem memórias que "não existem". Muitos exames são feitos mas nada é acusado e ela fica desesperada, pois lembra-se claramente de tudo o que aconteceu. Rachel fica decidida a mostrar que está certa e sai em busca da verdade.
"Eu não esqueci nada. Não há nenhuma lacuna na minha memória. Posso detalhar os últimos cinco anos para você, momento a momento. Só que são cinco anos diferentes"
Minha impressão
Um livro emocionante, com um final inimaginável que me levou às lágrimas. É impressionante a riqueza de detalhes com que a autora escreveu a obra, nos fazendo acreditar na realidade que Rachel acredita. Enquanto ela busca a verdade algumas hipóteses são levantadas para explicar essas "memórias" de uma vida diferente e são totalmente aceitáveis, confundindo a mente do leitor, qual seria a verdadeira história? A cada página uma nova sensação, uma nova descoberta. O livro não se resume exclusivamente a esse fato, temos acontecimentos paralelos que abrilhantam a obra, infelizmente não poderei dizer, mas senti uma raiva tão grande em um determinado ponto que tomei as dores de Rachel e fiquei triste por ela.

O final do livro!!! é maravilhoso. Ao mesmo tempo em que é lindo e perfeito é algo triste e emocionante, não tenho como explicar. Só consigo dizer que é um livro que eu tenho um imenso prazer de ter lido e que certamente será inesquecível.

Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário