[Resenha] A Deusa Cega

16 de maio de 2018

Título: A Deusa Cega (Livro 01)
Autora: Anne Holt
Editora: Fundamento
Páginas: 344
Ano: 2014
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora


Sinopse: O corpo desfigurado de um traficante de drogas. Um homem coberto de sangue vagando pelas ruas da capital da Noruega. E um advogado criminal de fama obscura assassinado com um tiro. Três eventos aparentemente isolados instigam o faro apurado de uma investigadora sagaz e irônica, que junto com seu colega mergulha em um caso com poucas pistas e muitas perguntas sem respostas. Em meio a boatos envolvendo advogados e o tráfico de drogas, mensagens codificadas e uma enorme rede de corrupção que pode chegar aos altos escalões do governo, a autora Anne Holt descreve uma teia de crimes e batalhas políticas na qual somente a deusa da Justiça pode se dar ao luxo de ter os olhos vendados.

Não contém spoiler dos demais volumes
Leia a resenha dos outros livros da série: Números de Azar | Demônio ou Anjo
Resenha
Um corpo completamente desfigurado é encontrado pela advogada Karen Borg enquanto ela passeia  com seu cachorro, uma cena que a deixa chocada e enojada. O suspeito de cometer o assassinato é encontrado pouco depois, ele está coberto de sangue e se nega falar com a polícia quando o prendem.

O homem passa dias trancado na cadeia sem falar absolutamente nada, mas quando a detetive Hanne Wilhelmsen o interroga e o promotor Hakon Sand revela que a pessoa que encontrou o cadáver é uma advogada ele pede que essa advogada o defenda.
"Mas por que não queria dizer nada? Por que não admitir logo de cara que havia sido o assassino do homem junto ao rio Aker? Por que ele tem medo de ser transferido para a penitenciária se não tem medo da polícia? E por que diabos ele insiste em que eu seja advogada dele?"
Karen concorda em ser a advogada do homem e descobre algumas informações importantes. O nome dele é Han van der Kerch, é um estudante holandês que mora legalmente na Noruega, ele realmente é o autor do crime, mas também está envolvido em um forte esquema de tráfico de drogas em uma organização secreta. O homem não pode falar muito, conta que seu trabalho era levar e buscar a droga, não tem contato direto com outros membros da organização, apenas um outro homem é o responsável por lhe passar as informações.

Mas uma coisa Han can der Kerch sabe e isso o assusta, os caras grandes dessa organização têm envolvimento com advogados e gente de dentro da penitenciária, ele não pode confiar em ninguém e por esse motivo pediu que Karen o defendesse, ela encontrou o corpo logo depois dele tê-lo despachado, então não teria como ela participar do esquema.
Paralelamente a esse caso, Hanne Wilhelmsen está investigando o assassinato de um advogado criminal e percebe que os dois casos podem estar relacionados, ela não tem muitas pistas que podem ligá-los, mas sua experiência e intuição a dizem para levar as linhas de investigação por esse lado e é exatamente o que ela faz.
" — Acho que você não está errada, Hanne. Penso que talvez estejamos lidando com algo grande. Mas qual nosso próximo passo?
(...)
— Vamos manter isso entre nós. Por enquanto - disse ela. - Essa vai ser a pista mais fraca com a qual já trabalhei na vida. Manterei você informado, de acordo?"
Mas a coisa é muito maior do Hanne poderia imaginar. Conforme se aprofunda nas investigações ela descobre muita sujeira envolvida nessa história e o envolvimento de pessoas que deveriam trabalhar a favor da lei, não contra ela. O grande nome por trás de tudo, o que ocupa o lugar mais alto na hierarquia dessa organização, é alguém praticamente inalcançável e incriminá-lo é uma tarefa quase impossível!
Minha impressão
A Deusa Cega é o primeiro livro da série com a Hanne Wilhelmsen e eu gostei muito de poder ver um pouco mais sobre a carreira e vida pessoal dos personagens que conheci em outros volumes dessa série, como os livros são independentes é possível ler fora de ordem.

Embora eu não tenha tido muitas surpresas em relação aos acontecimentos na vida dos personagens (por já ter lido outros volumes da série) eu achei muito interessante poder ver como as coisas começaram. Em relação ao suspense que a autora desenvolve eu me surpreendi demais com o final, eu já esperava que fosse alguém do alto escalão a estar no comando da organização, mas verdadeira identidade foi realmente bem surpreendente para mim.

A trama é instigante e bem desenvolvida, não tem muita ação, mas a autora prende a nossa atenção a cada página com bastante suspense e com as pistas que solta. Além da parte policial, ainda encontramos um romance acontecendo entre Karen Borg e Hakon Sand, eles se conhecem há anos e nunca rolou nada, agora ela é casada e está confusa sobre os seus sentimentos, mas gosta de estar com Hakon e não sabe o que vai fazer com o casamento. Mas preciso deixar bem claro que esse não é o foco do livro.

A Deusa Cega é mais um ótimo livro de Anne Holt e eu recomendo a leitura! Achei o título genial, ele faz uma alusão à corrupção cometida pelos membros da organização (A deusa da justiça é representada com uma venda nos olhos para demonstrar a sua imparcialidade, mas aqui nesse livro podemos ver claramente um jogo de palavras no qual a justiça é cega e os seus próprios defensores a corrompem).

Minha nota para o livro

10 comentários:

  1. Oi. Já disse antes e vou repetir. Estou louca de vontade de ler os livros dessa autora. Mesmo que uns digam que não é bom.
    Eu realmente quero testar por mim mesma.
    Pena a Fundamento não ter e-books. Facilitaria bem.
    Vou ver se compro na bienal.

    Amei sua resenha e está super bem pontuada.
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii Bia

    Eu prefiro sempre ler os livros na ordem, sei lá mania minha mesmo quando sei que dá pra ler de forma independente. Eu não li nada da Holt, conheço pouco os livros dela já que as obras dessa editora são dificeis de achar onde moro. Fiquei feliz em saber que vc gostou e que o final te surpreendeu, isso sempre vale super a pena em thrillers.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a série, mas fiquei bem intrigada com essa todo esse suspense e nem preciso dizer que o final que te surpreendeu me deixa ainda mais curiosa . Nunca li nada da Anne, mas saber que a trama dela consegue ser instigante e ter um título genial que com certeza deve ter alguma coisa com a história...eu preciso ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! Acho que você já comentou antes, mas como não tenho certeza, ai o pensamento... Seu gênero favorito é esse tipo de livro, certo? Só vejo dica maravilhosa sobre esses livro por aqui, e nunca termino de ler sobre eles sem sentir muita curiosidade.
    Adorei a premissa e espero poder conferir em breve, já anotei a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Oi Beatriz, eu estou louca para começar a ler os livros da Anne Holt, assim que eu terminar a trilogia de "A 5ª onda", vou começar por este livro que tu resenhou. adoro livros de crimes, mistérios e investigações. Dica anotada.
    Bjos
    Vivi
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Nossa, não conhecia a série, mas parece ser bem promissora. Não curto muito essa vibe suspense, mas estou querendo sair um pouco da minha zona de conforto, por isso deixarei como dica anotada! Livros independentes sempre são ótimos porque assim não precisamos necessariamente dos outros. Adorei!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Também comecei a série fora de ordem, mas estou louca para ler esse primeiro livro e ver a evolução dos personagens. Eu gosto muito da escrita dessa autora, adoro o gênero, e os livros dela têm um diferencial do que costumo ler em outros do mesmo gênero.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Bia tudo bem? Também adorei o título muito genioso, esse mistério envolvente eu adoro, não conhecia a obra e nem a autora, mas fiquei super curiosa. Parabéns pela resenha, dica anotada, bjs!

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito de livros de investigação e estou curiosíssima para ler os livros da autora, a premissa desse em especial já me deixou bem interessada pela sua resenha.

    ResponderExcluir