5 de janeiro de 2017

[Resenha] Será que é Castigo?

Título: Será que é Castigo? (Livro 01)
Autora: Dee Ross
Editora: SPZ
Páginas: 291
Ano: 2016
Leia a sinopse no Skoob
*Cortesia da editora


Após a morte dos pais, Carla precisa cuidar da irmã mais nova e, para isso, deverá tomar difíceis decisões. Thiago é um homem poderoso e que não se envolve amorosamente com nenhuma mulher. Quando os dois se conhecem, entram em um relacionamento cheio de aprendizagem e com alguns erros. Leia a resenha completa e saiba mais.
Quando os pais de Carla morreram, ela precisou assumir a casa e os cuidados da irmã, mas também teve que arcar com grandes dívidas, que foram deixadas por eles. Para conseguir manter a ordem, ela trancou a faculdade de direito e foi trabalhar no escritório de um professor.  Ela doou-se completamente para a criação da irmã, sempre tratou a Bianca como se fosse sua própria filha e acabou fazendo muitas vontades da menina, o resultado é que ela cresceu uma jovem mimada e sem limites!

Thiago é um homem atraente, poderoso, discreto e que tem um gosto bem particular para atividades sexuais. Ainda adolescente, ele conheceu uma mulher mais velha e ela lhe apresentou ao universo BDSM. Thiago aprendeu a explorar seus desejos e os de sua parceria, aprendeu que pode ser um excelente dominador mas que também sabe ser um exímio submisso. Desde então, nunca se envolveu amorosamente com nenhuma mulher, por mais que esteja sempre acompanhado, o seu coração nunca chegou a ser ocupado por delas.
Thiago é um cliente do escritório que Carla trabalha e todas as vezes em que eles se encontram, Carla se sente nervosa e sabe que Thiago mexe com ela. Até que um dia ele a convida para sair e ela aceita. Carla ainda era inexperiente mas quando conheceu o mesmo universo de Thiago, sentiu-se atraída e aceitou ser a submissa dele, mas ela também reconheceu que possui um desejo de dominar.

Logo eles vão aprendendo mais sobre o outro e o relacionamento se ajeita. Porém, Thiago é extremamente controlador e possessivo, mas Carla não abaixa a cabeça e mostra que faz o que bem entender... Só que ela fica cada vez mais dependente da aceitação e da aprovação dele. Com o passar do tempo, uma grande paixão nasce mas nenhum dos dois cria coragem de assumir, eles seguem com um relacionamento sexual e com medo de transparecer os verdadeiros sentimentos.
Mas quando as coisas iam muito bem, algo surge para desestruturar o casal. Segredos do passado dos pais de Carla aparecem e ela vai precisar tomar uma atitude radical, ela vai fazer algo que poderá acabar com a sua relação com Thiago, mas sua prioridade é o bem-estar e o futuro de Bianca.

Carla não pensa duas vezes e faz a sua escolha, as consequências a perseguirão durante anos, o sofrimento será o seu companheiro mais fiel e seu coração será obrigado a conviver apenas com a esperança de que algum dia as coisas melhorem.
Minha impressão
Será que é Castigo? É uma obra que, apesar de seus momentos clichês (eu amo um bom clichê), tem uma premissa instigante e pontos bem originais. No entanto, alguns pontos da leitura me desagradaram eu eu preciso falar sobre eles aqui na resenha. 

A primeira coisa que eu notei foi o envolvimento muito rápido entre o casal, eles saíram em um dia e no outro o Thiago já estava querendo que Carla fosse só dele e que o obedecesse integralmente. Tudo bem que ele é um dominador, mas achei abusivo da parte dele e também o achei machista em grande parte da leitura.

Eu sei que existem várias pessoas envolvidas para que uma obra seja publicada e também sei que uma só pessoa não pode ser responsabilizada pela segunda situação que me incomodou, que é em relação ao português! O autor escreve a obra, analisa o seu trabalho e quando está satisfeito ele quer publicar. Algumas editoras oferecem o serviço de revisão e outras não, ficando o autor o responsável por contratar um revisor. 

Não sei como funciona na SPZ, mas eu encontrei tantos erros, e erros gritantes, que me incomodei muito durante a leitura e, infelizmente, foi preciso falar sobre isso! Erros simples, como falta de vírgulas, mas também falta de acentos nas palavras e até mesmo os erros de digitação. Já li outros livros da editora e foi a primeira vez que vi isso acontecer! 

Não sou uma grande conhecedora do nosso idioma e das normas dele, longe disso, mas mesmo assim eu identifiquei essa quantidade exorbitante de erros. Provavelmente essa resenha deve ter algum que eu deixei passar, provavelmente alguém vai falar nos comentários que a resenha tem erro e eu estou querendo falar da qualidade ortográfica do livro, mas quero ressaltar que NUNCA falo sobre isso nas resenhas, justamente por saber que a própria resenha pode conter alguns. Bom, eu vou deixar um trecho do livro que explica bem o que eu quis dizer com esses dois pontos que eu mencionei.
"Thiago é um homem muito possessivo e não gosta de ser contrariado já estamos há quatro dias em São Paulo e praticamente não saímos do quarto e a cada dia mais nosso sexo fica melhor, mais intenso, nas nossas conversas sempre ele vai colocando mais pontos sobre dominação e submissão e eu cada dia mais me sinto mais solta com ele..." Página 20. 
Essa resenha já ficou gigantesca mas ainda quero mostrar que a obra também possui pontos positivos. A autora soube explorar bem o tema BDSM e descrever as relações sexuais, só achei que foram muitas e senti falta de mais diálogos ou mais situações fora do hot. Os personagens secundários também mostram o seu valor e estão bem construídos. Os capítulos são curtos e a diagramação está muito bonita, assim como a capa, que achei maravilhosa!

Minha nota para o livro

9 comentários:

  1. Oi, Bea. O livro não chamou minha atenção, me soa um clichê/cópia, senti falta de originalidade, é mais do mesmo, mas acho que para o público alvo deva ser uma leitura válida.

    ResponderExcluir
  2. Não fiquei tão empolgada, talvez em um outro momento ainda possa ler...

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro. Eu penso como você é raramente falo sobre erros ortográficos, a não ser que sejam gritantes e incomodem a leitura, como pareceu ser o caso.
    Não descarto a leitura, mas se fizer, não será por hora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sua resenha ficou muito legal, deu para ter uma ótima noção da obra e o fato de você comentar os erros e acertos foi ainda mais esclarecedor, mas não gostei muito da premissa da obra e achei muito mais do mesmo, sabe? Infelizmente, não curto clichês tanto assim e fiquei bem saturada desse gênero. =(

    ResponderExcluir
  5. Olá! Então, a sinopse em si não me chamou atenção. Me lembrou muito 50 Tons, que não gostei, e alguns elementos que vi na resenha me lembraram demais o 50 Tons. Parabéns por sua resenha e por sua sinceridade, beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi! Então, eu não sou muito fã de livros hot, ainda mais quando o autor "esquece" de deixar mais cenas além do sexo. Acho que fica chato.
    Esse livro ainda não me despertou interesse.
    Adorei sua resenha cheia de detalhes.

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia!
    Nossa, eu ando meio que correndo desses livros hot que o cara é possessivo dessa forma!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Nossa confesso que dois pontos já me chamam atenção para longe deles: ser uma série, e a questão de tratar de BDSM. Acabei de ler 50 tons e creio que isso não me agrade muito. Também acho erro de português gritante demais. Passo a dica (:
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Apesar de eu gostar de livros clichês e hot, não consegue me relacionar com esse livro, e ao ver você falando sobre os erros ortográficos, minha vontade diminui ainda mais, não consigo me concentrar na leitura quando vejo muitos erros, principalmente erros bobos, por isso deixo a dica passar.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir