26 de outubro de 2015

[Resenha] Entre Corações

DE IASAROA RAES 

Título: Entre Corações
Autor: Isadora Raes
Editora: Novo Século
Páginas: 324
Ano: 2015



Um casal apaixonado mas que precisa superar a rivalidade entre as famílias. Em meio a brigas, orgulho e temperamentos fortes Mônica e Jonas vão descobrindo uma paixão avassaladora que passa por cima de tudo para que fiquem juntos. Com um estilo caipira e uma escrita atual, Isadora Raes nos apresenta o seu romance de estréia com a história de um casal que vai aprender que no amor ambos precisam ceder para que as coisas possam dar certo. 

Mônica é filha de um dos fazendeiros mais poderosos (e odiado) de Vale da Mata, Jack Monteiro, ela acabou de voltar do Rio de Janeiro onde passou anos estudando. Ao retornar, a jovem está uma mulher linda, sensual e que acaba mexendo com os homens da pequena cidade. Mônica é uma mulher de personalidade forte, determinada e que não segue ordens, ela faz o que quer e ninguém pode impedir. 

Jonas é o filho caçula mas sempre foi o mais responsável, após a morte do pai as suas responsabilidades aumentaram e ele assumiu a fazenda da família. Um homem lindo, trabalhador e muito impulsivo, ele primeiro age e depois pensa no que fez.  Esse cowboy bonitão e valente defende sua fazenda a unhas e dentes.


Mônica teve um leve acidente com o cavalo e quem aparece para ajudar? o peão bonitão! mesmo sentindo dores, a jovem não deixa de notar a beleza do rapaz e se encanta com ele.
"Por um momento, Mônica esqueceu um pouco da dor e se deu conta de que estava diante de um deus grego. Era um peão, sim, mas um peão lindo e maravilhoso".
Naquele momento seus olhares se encontraram e algo pareceu surgir entre eles, mas ao descobrir que a linda jovem é filha de seu maior rival, Jonas vai embora sem dar a menor explicação, deixando Mônica intrigada e disposta a domar o peão.


A morena cor de jambo não aceita o fato do rapaz não ter lhe dado confiança e vai atrás dele, mas Jonas é mesmo teimoso (acontece que a cabocla também kkkk) e não vai ceder tão fácil.  Mônica é uma mulher sensual que sabe usar sua beleza, então provoca o peão até que... bem, até que ele não resiste mais. Começa ali uma relação de gato e rato, os dois são dois bicudos e vivem se desentendo, estão sempre brigando e Mônica adora provocar Jonas, ela sabe que ele é impulsivo e explosivo, mas ela gosta dessa reação dele (até quando ela irá gostar disso?). O amor deles está mesmo crescendo e quanto mais brigam, mas anseiam por fazer as pazes.

O relacionamento começa e ficar mais intenso e ambos ficam pensativos quanto ao pai da jovem, embora os dois falem que não tem medo de nada e nem de  ninguém, eles sabem que essa história pode não dar certo, ninguém incentiva o relacionamento deles e chega um momento que as coisas ficam mesmo muito difíceis. Um acontecimento inesperado coloca em jogo o amor deles e a relação de Mônica com o pai.
"Se você quer ser quenga dele, que seja! Tomara que ele te meta muita bofetada na cara, pra você aprender. Quem sabe assim você não entra no cabresto?  Sua ingrata, malcriada!"

Bem, sobre o casal não posso falar mais para não soltar nenhum spoiler mas ainda posso contar sobre os personagens secundários. Vou começar pela Sandra, a empregada na fazenda de Jonas e que morre de amores pelo cowboy, embora não seja correspondida ela sonha em um dia se casar e construir uma família com ele, Mônica vai precisar ficar atenta com a moça. Temos o Beto, amigo de Jonas e que está sempre por perto dele ajudando com a fazenda, ele é apaixonado por Sandra. Pamela é irmã da Mônica e fica ao lado dela, não importa o quanto as coisas fiquem ruins, ela é o apoio que a irmã precisa. Dona Gilda é mãe de Jonas e sempre fala ao filho a coisa certa, não importa o quanto ele esteja errado, ela não passa a mãe na cabeça dele e dá conselhos valiosos. Vamos deixar um arzinho de curiosidade? nessa história vai aparecer um personagem muito misterioso, um tal de mascarado, ele vai tirar a tranquilidade do lugar e deixar as mulheres da região assustadas, bem algumas. Agora chega que eu já falei de mais =D
Gostei muito desse romance, a Mônica é muito abusada, atrevida, tinhosa e que ganha nosso coração, gostei logo dela! quanto ao Jonas, ah o Jonas!!! sem comentários kkkk a leitura flui muito fácil, os capítulos são rápidos, a diagramação está ótima, a capa é linda e a trama é muito gostosinha de se ler. Tive a impressão de estar lendo o roteiro de uma novela, o jogo de gato e rato que Isadora criou entre os personagens, nos deixa apreensivos com o rumo que as coisas estão levando,  eu torci muito para que eles se acertassem e deixassem o orgulho de lado, deixassem de ser teimosos e se entregassem ao amor. Outro detalhe que eu gostei no livro foi a linguagem dos personagens, meio caipira sabe?deu um charme ao romance, mas a autora soube equilibrar bem e não ficou pesado ou chato, a linguagem do livro é atual. Alguns personagens merecem uma atenção especial mas isso você vai descobrindo durante a leitura e eu não vou estragar isso kkk 

Mais um trechinho 
"Os olhos encheram-se de lágrimas de novo e dessa vez ele não conseguiu contê-las. Nem quis. Homem chorava sim. Mentiroso fora quem espalhara a ideia de que não. Jonas chorou como há muito tempo não chorava. A noite seria amarga e solitária".
Minha nota para o livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário