[Resenha] Entre as Estrelas: Aquiles

1 de agosto de 2018

Título: Entre as Estrelas: Aquiles - A saga de um autor de telenovelas
Autor: Marcílio Moraes
Editora: 7 Letras
Páginas: 144
Ano: 2018
Adicione ao Skoob
*Cortesia Oasys cultural


Sinopse: Os bastidores do mundo aparentemente glamouroso das telenovelas são apresentados aqui de forma nua e crua, e servem como pano de fundo para a saga de Joca, um tarimbado autor dramático que vive na corda bamba para manter o controle sobre sua criação. No meio da fogueira das vaidades que une atores, autores, diretores e produtores, onde cada um puxa a brasa para o seu lado, a novela se desenrola diante dos nossos olhos, dia após dia. Nesta obra repleta de recursos narrativos e de originalidade ímpar, a cada página, a cada cena, somos transportados para dentro desse mundo, acompanhando de perto o fio da trama que une vida e arte, na odisseia do autor-protagonista em busca de sua montagem perfeita.

Resenha
Joca é um consagrado autor de novelas e está com um trabalho em andamento, a novela já está para estrear e as coisas iam muito bem - embora os preparativos estivessem com o prazo apertado - até lhe tirarem a sua atriz queridinha, deixando-o completamente irritado. Nize foi a sua grande descoberta, ele foi o responsável por levá-la às novelas e não aceita que a roubem dele.

Mas não é apenas por Nize ser uma boa atriz que Joca fica tão insatisfeito, é porque ele a deseja secretamente. Ao lhe arrancarem a mulher de suas fantasias, Joca sente-se traído. Pior foi a justificativa para tirarem a atriz de seu elenco. Há uma outra novela da emissora que está muito mal de audiência, um verdadeiro fiasco, e Nize pode levar alguma melhora para a trama.
Joca é um homem amargurado, não gosta de interagir com outras pessoas porque acha que elas veem nele apenas a chance de se promoverem. E cada vez mais ele se afunda em bebidas alcoólicas, o que lhe rende momentos constrangedores e brigas com a sua esposa. Joca é casado com Sandra há muitos anos, mas a chama de seu casamento está se apagando e o casamento está se acabando.

Quando conheceu Nize, Joca se encantou pela linda jovem e, desde então,  não a tira de seus pensamentos. Ele escreveu um papel especialmente para ela, mesmo não sendo a protagonista, Joca faz questão de afirmar que é um dos mais importantes e que sem ele a novela não será mais a mesma. Por isso bate o pé ao querer sua atriz, o papel é dela e não há outra pessoa que se encaixará nele.
A maneira como ele descobriu tudo foi o que mais lhe irritou, não pacificamente, mas através de boatos. Ele tenta a qualquer custo recuperar Nize para a sua novela, enfrenta os grandes responsáveis pela emissora, não tem medo do que pode lhe acontecer, pois sabe que é um dos melhores autor de novelas. Mas todo o seu esforço parece não surtir efeito e isso o deixa ainda mais zangado.

Enquanto isso, precisa terminar de escrever as cenas, a novela está para ir ao ar e ele deve adiantar alguns capítulos para entregar, mas não consegue escrever passando por essa situação. Joca está sob pressão, são muitas cobranças em cima dele.
Minha impressão
Eu achei o enredo bastante interessante e gostei muito da leitura, mas tive dificuldade em alguns momentos. O que me incomodou um pouco foi a falta de pontuação quando estavam sendo descritos os pensamentos de Joca, precisei reler alguns trechos mais de uma vez para entender o que estava escrito e foi o que me atrapalhou. Fora isso, não tenho qualquer ponto negativo a mencionar na obra.

Joca é um personagem muito intenso, longe de ser o protagonista bonzinho e também não sendo o vilão, ele é um personagem com características muito reais e uma personalidade forte. Ele é casado, mas infeliz no casamento. Se apaixonou pela Nize, mas se frustra ao não poder realizar seus fantasias.

A escrita do autor é sem floreios, ele é muito direto em seus diálogos e sucinto nos detalhes do texto, o que nos permite uma leitura mais ágil e fluída. Os personagens são bem construídos e a trama se desenvolve com um tom de humor ácido e carregada de sarcasmo. Também acompanhamos uma mistura entre a realidade do livro e algumas cenas da novela que Joca está produzindo, além de algumas de suas lembranças, no começo fica um pouco confuso de se entender, mas depois a gente acostuma.

Minha nota para o livro 

10 comentários:

  1. Acho que a falta de pontuação também me deixaria um pouquinho incomodada, não é algo que eu consiga lidar tão facilmente. Provavelmente agiria que nem você, relendo alguns trechos haha. Mas só o fato do autor ser mais direto já é um ponto hiper positivo.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Uau, ainda não conhecia esse livro, porém pareceu-me ser bastante interessante após ler tua opinião. É uma pena que tenha esse problema de falta de pontuação, já passei por isso em algumas leituras e é bem complicado mesmo. Adorei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Não me lembro de ter lido esse livro.
    Achei a premissa interessante e estou bem curiosa. Sua resenha está instigante.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia o livro e a premissa é bem diferente de tudo o que já li.
    Gosto muito de livros que tenham personagens bem construídos e diálogos diretos.
    Já li alguns livros com falta de pontuação também e a leitura fica um pouco mais difícil mesmo.
    Dica anotada.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas não me interessei. Não tenho muita paciência com personagens casados infelizes no casamento mas que não se separam, sabe... E o fato de no início ser confusa essa mistura entre realidade/ novela/ lembranças também me desanima um pouco.

    ResponderExcluir
  6. Uau,não conheço o livro nem o autor. Mas fiquei bastante interessada,adoro literatura nacional.♥️
    É uma pena que falta pontuação,eu fico bastante "irritada" com isso, já li alguns livros assim e é bem frustrante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Lindona, tudo bem? Não sei por que achei o Joca um babaca que não se define, vive um casamento infeliz e vive a fantasia com outra pessoa, apesar de você ressaltar que é possível ler de forma rápida e ter personagens bem construídos, não consegui me conectar a esta trama.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tania. Olha, sinceramente, o Jova é mesmo um babaca e não simpatizei com ele, mas acredito que tenha sido a intenção do autor, sabe?! Construir um protagonista cheio de erros e mostrar realidade nas atitudes dele.

      Excluir
  8. Olá,
    Que interessante, acho que nunca li nada com uma trama desse jeito. A falta de pontuação não me irrita, alguns autores realmente escrevem assim.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Parece ser uma história bem interessante, e ficaria angustiada lendo os pensamentos do Joca, que parece ser possessivo. A falta de pontuação incomoda demais né, odeio quando a revisão deixa a desejar.

    beijos

    ResponderExcluir