30 de novembro de 2015

[Resenha] Mulheres em Ebulição

Título: Mulheres em Ebulição
Autor: Dra Julie Holland
Editora: Sextante
Páginas: 240
Ano: 2015
Adicione ao Skoob



A Dra Julie Holland nos traz dados de estudos, pesquisas científicas e também  experiências próprias e de suas pacientes. Após a leitura é possível entender o porque de sermos tão temperamentais e termos variações de humor constantes, somos mulheres de fases! Vem conhecer um pouquinho desse livro maravilhoso que você, mulher, precisa ler.
 "Sim, nós, mulheres, vivemos em ponto de ebulição - e isso não é uma fraqueza."
O livro contém três partes (1 -Temperamental por natureza, 2- Casamento, fetiches, monogamia e menopausa 3- Guia de sobrevivência para as mulheres), cada parte está separada por capítulos longos mas que estão bem divididos por tópicos. No final do livro temos o Apêndice,onde a autora nos fala sobre alguns medicamentos para os temas abordados no decorrer do livro, mostra os prós e os contras e faz questão de lembrar que todo medicamento deve ser prescrito e acompanhado por um médico.

Nosso organismo tem uma explosão de hormônios, a autora nos ensina como podemos lidar com eles e em que fases do ciclo menstrual cada um age. Também podemos entender melhor a insônia, estresse, líbido baixa, aquela vontade louca de comer chocolate na TPM, aprendemos sobre a própria TPM, enfim, são tantos os temas abordados no livro que se eu fosse colocar todos aqui, essa resenha ficaria enorme, a Dra Julie nos mostra que certas atitudes são normais para a idade em que você se encontra e ainda te explica o porque.
Acho que um dos assuntos que mais nos interessa é comer/engordar, no livro a autora dedicou pouco mais de vinte páginas para nos falar sobre o assunto. 
"Muitas mulheres se esforçam para mantes  o peso da mesma forma que se esforçam para manter o humor Obviamente, para as mulheres, comida e humor estão diretamente ligados. A maioria parou de usar a comida como alimento e começou a usá-la como uma droga para acalmar suas ansiedades e esquecer, por alguns momentos, o estresse de sua vida"
A doutora nos dá dicas valiosas para que não deixemos nossas vontades nos dominarem, entender que a vontade de comer um doce não é apenas isso, pode ajudar muito no seu auto controle. Nosso corpo é programado para engordar (estocar colorias) e durante a leitura conhecemos as funções de cada hormônios, alimentos que podem repor ou eliminar hormônios, aprendemos como comer e como se fazer dieta. Alimentos são remédios naturais que podem evitar depressão, estresse, intestino preso, inflamações e muitas outras coisas que vem nos incomodando há séculos.
O livro não sofreu nenhum dano (estava com uma proteção)

Nós somos criaturas cíclicas e nesse livro você vai entender cada ciclo, não digo apenas o menstrual mas, sim, as fases da vida: adolescência,  fase adulta e a velhice. Uma frase desse livro que me marcou muito foi:
"As soluções que você cria para si mesma aos 20 anos não funcionam quando você tem 40"
Para muitas mulheres é difícil aceitar que estão envelhecendo, as roupas que usavam ao 18 nem chegam perto de servir, engordam com facilidade e tem dificuldade em emagrecer, menopausa, alterações no sono, tudo isso está ligado aos hormônios e esse livro é, verdadeiramente, um guia para a mulher.

Outro assunto importante é a vida sexual, em cada fase da vida nossos hormônios agem de maneira diferenciada. No livro a autora nos ensina o porque de nos sentirmos atraídas, apaixonadas, como surge o desejo sexual e inúmeros outros detalhes. Após nos tornarmos mães tudo em nosso organismo muda e aqui entendemos o que acontece com nossos hormônios.
Eu fiquei fascinada com o livro, todos os temas abordados nele são de extrema importância e poder entender o que acontece em nosso organismo é algo incrível. Eu falei muito e ainda assim não é o suficiente, só posso dizer que Mulheres em Ebulição deveria ser lido por todas as mulheres. Talvez as mais jovens possam não gostar da leitura, mas conhecer a si mesma e entender seu organismo é importante, saber que reprimir seus sentimentos ou tentar impedir as mudanças não são boas atitudes e podem nos trazer sérios problemas.
Minha nota para o livro
 
Importante: Muitas mulheres estão recorrendo aos medicamentos que controlem o humor, o sono, a líbido, a fome... quando o que precisam, na verdade, é se conhecer melhor. Muitos médicos indicam medicamentos para pacientes que não precisam, claro que existem mulheres que realmente necessitam mas a maioria dos remédios usados hoje em dia são desnecessários, poderiam ser evitados com um acompanhamento médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário