[Resenha] Fruto Podre

9 de março de 2020

Título: Fruto Podre
Autor: M M. Santos
Editora: Publicação independente no Wattpad
Páginas: 13 capítulos + Prólogo e Epílogo
Clique aqui e leia a história completa
*Publieditorial
Sinopse: Colhendo os frutos de ser a Salvadora do Rei,  Luna precisará adaptar-se ao estilo de vida de uma raça diferente da sua. Agraciada com riquezas, festas e regalias, a garota percebe rupturas na cidade que a acolheu como heroína.
Aqui e ali, acontecimentos bizarros revelam a verdadeira face daquele mundo, obrigando-a a buscar respostas que deveriam permanecer para sempre nas sombras.
Seguindo os seus mais profundos instintos, será Luna uma heroína?
Resenha
“Não é um braço forte que faz um guerreiro ser bom, não é a espada dele, não é a força. São as escolhas.”
A Grande Planície é um mundo bastante antigo e é formado por três cidades. Uma foi construída no chão e as outras duas – mais afastadas – foram construídas para o alto, em direção ao céu. Cada uma das cidades tem a sua particularidade. Cada uma com seus costumes. Mas os habitantes da cidade no solo almejam conhecer as outras duas, no entanto, poucos são os escolhidos para tal honra.

Lunaelumen é a cidade do solo, é onde moram os Hyacinthums, seres pobres que são vistos como inferiores. Passam por necessidades, mas nunca perdem a esperança de um dia terem a oportunidade de viver algo melhor, quase todos sonham em ir morar na cidade alta, eles imaginam que seja um lugar perfeito, sem dor ou sofrimento, com abundância de alimento. O acesso à Soberania é extremamente restrito, apenas quem é contemplado com O Passe tem esse privilégio e para recebê-lo a regra é ter mais de trinta anos.
Soberania é a cidade flutuante, é onde vivem os reis e rainhas, a cidade é habitada pelos Albas, seres superiores. Em Soberania há muita riqueza sendo esbanjada. Acima de Soberania, no topo do mundo, está a cidade Celestial, com um acesso ainda mais restrito, somente seres evoluídos. Celestial é um lugar misterioso, pouco se sabe sobre a cidade e ninguém que já foi contemplado com acesso ao lugar voltou de lá. Um Elevador é o único meio de se chegar até as cidades, de sair de uma e entrar na outra, para isso, é preciso ter Passes específicos para cada cidade.

Luna é uma jovem que Hyacinthums, mora em Lunaelumen, mas ela é diferente. Ao contrário de todos os outros, ela não sonha em ir para Soberania e desde cedo foi treinada pelo mestre Dominus em práticas de luta, ela é uma excelente lutadora. E então, algo completamente inesperado acontece e ela se torna uma heroína. Um evento grandioso com a presença do Rei Solis deixou a cidade alvoroçada e no meio da multidão Luna percebeu que o rei corria perigo e tratou de defendê-lo, salvando a sua vida. Assim, Luna fica conhecida como a salvadora do rei. Para demonstrar sua gratidão, o rei Solis concede à Luna um Passe. Ela precisará deixar para trás a sua família e não poderá ter contato com eles ou com qualquer um da cidade baixa. A família a incentiva, eles a apoiam.
Luna recebe instruções de como deverá se comportar. Sua aparência atual, suas vestimentas, cabelos, modos, não são aceitos em Soberania e ela é obrigada a mudar para ser aceita em Soberania. Chegando à cidade alta, Luna começa a se sentir incomodada, é tanta riqueza enquanto o seu povo perece lá embaixo. Os Albas são elegantes e ela é a atração do momento, todos querem conhecer a salvadora do rei e ele oferece uma festa. Não há outros Hyacinthums, Luna se sente deslocada. Soberania tem um ar misterioso, alguma coisa não está certa ali e Luna sabe disso, só não tem ideia do que possa ser.

Movida pelo seu instinto, Luna começa a investigar e a cada passo ela se aproxima da verdade. O que Soberania esconde é algo terrível. Monstruoso. Teria feito a coisa certa ao salvar o rei? Quais foram os motivos que incentivaram aquelas criaturas a tramarem a morte do rei? O que está acontecendo aos Hyacinthums? Qual é o seu papel nessa história? Luna tem muito a descobrir e sua jornada está apenas começando.
Minha impressão
Fruto Podre é uma distopia nacional que nos traz uma trama cheia de segredos e completamente instigante, a cada capítulo somos tragados pela história e a vontade de continuar lendo só aumenta, é uma leitura bem fluída e a escrita do autor é envolvente. 

Com um prólogo intrigante, M. M. Santos nos entrega um enredo que se desenvolve de maneira ágil e nos deixa curiosos para entender como a situação chegou aquele ponto. Já no prólogo nós descobrimos que algo ruim aconteceu e Luna foi a responsável, mas para desvendar os motivos que a levaram a agir de tal forma precisamos ler e conforme a leitura avança nós vamos conhecendo toda a verdade por trás do ato. Luna seria a vilã ou a heroína dessa história?

O autor faz muitas críticas sociais, políticas e religiosas, vemos como o extremismo pode influenciar e manipular negativamente aqueles que acreditam fielmente em tudo o que lhes dizem. Luna sempre foi diferente, enquanto todos ao seu redor adoravam ao rei e sonhavam em ir para Soberania, a jovem não queria e gostava de lutar, pensamentos e atitudes repudiados pelos demais. Quando ela salva o rei, tem o reconhecimento de todos e é convidada a morar em Soberania, uma honra para poucos. Ao chegar, Luna começa a perceber as coisas terríveis que o lugar esconde e dá início a uma jornada difícil que a levará a muitas descobertas.

O livro está completo no Wattpad, é uma leitura bem rápida e recomendo bastante!

Minha nota para o livro

8 comentários:

  1. Eu amo distopias e já amei essa dica!
    Gosto muito quando o já no prólogo do livro eu consigo me prender na história e, pelo que você ffalou, é o tipo de história que não deixa nada a desejar. E ah, esse conflito de não saber se a protagonista é vilã ou heroina é super interessante, essa dualidade sempre me atrai.
    Adorei essa dica, não tenho costume de ler no wattpad, mas você acha que existe chance de ele ir pro Kindle Unlimited?

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Faz tempo que li uma distopia, ainda mais nacional. Adorei a dica, já adicionei na minha lista. Me lembrou um pouco Harry Potter e Jogos Vorazes. Fiquei curiosa para conhecer mais da Luna, com certeza. Ainda tenho muito livro para ler e estou priorizando os físicos e os contos no kindle, mas assim que acabar com eles, vou ler este! Saudade de ler no Wattpad, aliás. Muito obrigada pela dica, adorei! Adoro conhecer novos autores!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Bea, eu venho procurando ler mais distopias principalmente por ser um genero que tenho pouco conhecimento, estava procurando por autores nacionais então a sua dica veio em excelente momento, espero ler assim que possível.

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Pela sua resenha é abordada toda questão de diferença social né? Sempre acho interessante quando colocam isso numa distopia e assim associam ao mundo real. Gostei de conhecer sobre o livro.

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia a obra, mas só de saber que é uma distopia, já me conquistou! Gosto quando o autor consegue nos envolver no enredo, nos fazendo questionar o porquê de tudo e pela sua resenha, com certeza ele soube como fazer isso! Uma pena que só está disponível no Wattpad, pois não consigo ler por lá :( de qualquer forma, vou deixar a dica anotada para, quem sabe, ele seja publicado na Amazon <3

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  6. Distopias é um dos meus gêneros favoritos e amo uma boa indicação. Ainda mais se for nacional! Com certeza já anotei a dica

    ResponderExcluir
  7. Oii!! Eu não conhecia a obra mas achei muito interesse a proposta do livro e fiquei curiosa com a história. Gosto bastante de distopias então com certeza vou dar uma chance para esse livro. Obrigada pela dica! :)

    Garotas Devorando Livros

    ResponderExcluir