15 de março de 2017

[Resenha] Time Riders

Título: Time Riders (Livro 01)
Autor: Alex Scarrow
Editora: Fundamento
Páginas: 408
Ano: 2016
Leia a sinopse no Skoob
*Cortesia da editora


Resenha
Com uma trama instigante, Alex Scarrow nos apresenta uma história muito bem desenvolvida. Viagem no tempo é o tema central do livro, imagine se em um futuro próximo algum cientista (inclinado para o mal) resolvesse voltar ao passado e mudasse o rumo da Segunda Guerra Mundial, dando total poder ao Hitler! Seira um caos. É esse cenário que os TimeRiders precisam impedir, ou melhor, mudar. Continue lendo a resenha e saiba mais sobre a obra.
Três jovens foram recrutados em momentos críticos de suas vidas. Em períodos totalmente diferentes da história, os três estavam destinados a morrer. Mas houve uma intervenção, antes da morte os alcançar, Foster, um agente do tempo, entra em contato e lhes oferece uma alternativa: ou eles seguem com o curso e morrem em seus respectivos acidentes ou aceitam ir com ele. Foster deixa claro que não é uma segunda chance de viver, apenas uma saída para a morte iminente.
"- Se você vier comigo, Liam - ele disse, esticando uma das mãos -, há outra saída. Você viverá uma vida invisível. Você existirá como um fantasma, não exatamente no nosso mundo. Nunca poderá fazer novos amigos, nunca encontrará o amor [...] Você aprenderá sobre coisas que... bem... que poderão levá-lo, ao fim das contas, à loucura se você deixar que elas baguncem a sua cabeça. Algumas pessoas preferem a morte."
1912- Liam O'Connor, um jovem de 16 anos, estava no Titanic quando este estava naufragando. 2010- Maddy Carter, uma jovem geek, estava em um avião com uma bomba e que cairia em poucos segundos. 2026- Saleena Vikram, uma menina de apenas 13 anos, sua vida antes da interceptação de Foster ainda é uma incógnita, tudo o que se sabe é que ela veio de Mumbai e que ela prefere ser chamada de Sal.
Os três acordam no ano de 2001, em Nova York, em um momento bem decisivo da história da humanidade: o atentado contra as Torres Gêmeas. Eles vão viver os dias 10 e 11 de setembro repetidamente, no final do dia 11 eles voltar para a manhã do dia 10. O trabalho deles é ficar de olho em cada detalhe desses dois dias. Qualquer mudança, mínima que seja, significa que alguém mexeu no passado e eles precisam tomar providências para que o curso da história volte ao normal.

Foster só não esperava que sua nova equipe precisaria agir tão rapidamente. Eles não tiveram muito tempo para treinamento, Foster ainda estava mostrando o que cada um deveria fazer quando as cisas mudaram drasticamente. De repente, Nova York não era mais como eles conheceram, tudo estava diferente e a mudança não foi para melhor - ainda que tivesse sido, o passado não pode ser alterado e eles teriam que impedir a mudança de qualquer maneira.
O motivo da mudança começou no futuro, no ano de 2066. O Dr. Paul Krammer, acompanhado de sua equipe, quer voltar ao passado e entregar a Segunda Guerra Mundial aos nazistas. Krammer e seus homens planejam chegar até Hitler e dar a direção que ele precisa seguir para ganhar a guerra.
"-Se você quer vencer esta guerra, se você quer dados detalhados do que os seus inimigos estão fazendo neste exato momento, se você quer armas tecnológicas que o tornarão invencível - ele virou a cabeça na direção do saguão, para a crescente cacofonia dos disparos que se aproximavam -, eu sugiro que pare aqueles homens lá fora e ouça muito atentamente o que eu tenho a dizer."
A primeira missão do TimeRiders é de extrema importância, o mundo se tornou um verdadeiro caos e quanto mais Krammer mexe no passado pior a realidade no presente fica. Liam é mandado ao passado junto com uma unidade de apoio - uma inteligência artificial que, basicamente falando, é revestida de carne humana - e eles enfrentaram muitas dificuldades. No presente, Foster, Maddy e Sal também ficam em uma situação muito ruim e cada segundo é necessário para o sucesso da missão.
Minha impressão
Quando eu vi esse livro pela primeira vez eu já sabia que ia gostar, a premissa é muito atrativa e viagem no tempo sempre me desperta interesse. Mas quando comecei a ler eu não conseguia parar, é uma trama completamente instigante e com uma narrativa bem ágil. Eu achei a capa muito bonita e ela apresenta elementos que fazem parte da trama.

O enredo está muito bem construído e o desenvolvimento acontece de maneira tão natural que dá a impressão que tudo o que é mostrado poderia, de fato, acontecer. O autor tem uma escrita que nos envolve rapidamente e os personagens são cativantes. Os três jovens ficam com muitas dúvidas, claro, mas elas vãos sendo respondidas no decorrer da trama e o autor não foca em dar várias explicações, o que deixa tudo muito mais fácil de ler. 

Cada personagem tem um personalidade marcante e todos se destacam dentro do universo criado pelo autor. Sal é a mais misteriosa, ela é uma menina muito inteligente e uma ótima observadora mas o que aconteceu no seu futuro ainda não foi revelado,sabemos apenas que é algo muito trágico. Foster também esconde alguns segredos mas vai mostrando durante o virar de páginas. Maddy vai precisar ter um pulso firme para segurar as pontas, ela será a líder da equipe quando Foster não puder mais estar com eles. 

Liam é, talvez, quem mais se surpreenda nessa trama, ele veio de um passado muito distante e além de descobrir coisas incríveis sobre o futuro tem que salvar o mundo em sua primeira missão. Tem também o Bob, a unidade de apoio, ele é uma inteligência artificial e conquista o seu espaço nessa trama, é um personagem muito querido. Ele e o Liam são enviados ao passado e isso faz com que Liam se sinta mais amigo dele. 

É um livro que com certeza agrada ao público jovem mas não somente, quem gosta de uma boa ficção e tramas que envolvam a viagem no tempo pode ter certeza que é uma leitura que vale a pena.

Minha nota para o livro

6 comentários:

  1. U-au! Quero esse livro pra ontem!
    Nunca tinha visto sobre ele e já me encantei, por tratar do tema distópico, viagem no tempo, ficção científica. Sou gamada nesse estilo *-* A resenha detalhada está impecável, e ajudou muito a dar mais vontade de ler. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu achei o enredo meio louco, mas acho que foi por causa dessa mistura de viagem no tempo.
    Confesso que tenho um pouco de dificuldades em ingressar nesse tipo de leitura, acabo demorando mais que o normal. Gostei da forma como detalhou a aventura dos personagens e em que épocas eles estavam.
    Quem sabe mais pra frente não consiga dar uma chance a essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  3. Olá Bia, tudo bem?
    Eu nunca li nenhum livro sobre viagem no tempo, acho que ninguém nunca me recomendou. Lendo sua resenha me senti muito atraída, a proposta do livro parece ser bem envolvente. Seu eu tiver oportunidade com certeza lerei!
    Beijos.
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  4. Viagem no tempo era o tema central de minha infância, eu era apaixonada por isso, via e lia tudo que fosse possível, o livro me trouxe uma relação nostálgica, acredito que por isso, leria.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Beatriz!
    Não conhecia o livro. O tema me chamou muito a atenção. Adoro histórias de viagem no tempo; sempre dão um nó na cabeça e faz a gente raciocinar bastante. rs.
    O conceito de serem recrutados e pertencerem a épocas diferentes também é muito interessante, assim como o fato de utilizar acontecimentos e personagens históricos.
    Com certeza está anotadinho e vai passar a frente de alguns livros na lista de leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Beatriz ^^
    Não sei se é por conta de eu estar assistindo DC's Legends Of Tomorrow mas o enredo da obra não me despertou tanto interesse assim pois não vi nada novo. Viagem no tempo tem nessa série da DC que comentei e Hitler ganhando a Segunda Guerra tem tb na minissérie que estou vendo chamada SS-GB. Acredito que quando vamos assistindo séries atrás de séries o mundo da literatura se abre e conseguimos identificar os elementos que eram para ser "inéditos" como somente mais um criado no mundo da ficção.
    Mas acho a capa linda dessa obra e tava cobiçando desde o lançamento. Quem sabe um dia tenha a oportunidade de leitura mas agora agora não seria nada agradável.
    Sal é a incógnita que me interessa.
    Parabéns pela resenha. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir