5 de julho de 2015

[Resenha] Eu Estive Aqui

DE GAYLE FORMAN

Título: Eu Estive Aqui
Autor: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano: 2015






Nunca havia lido nada da autora e meu primeiro contato com ela foi Eu Estive Aqui e posso dizer com todas as letras que adorei! o livro aborda um assunto muito delicado que é o suicídio e Gayle Forman o faz de maneira brilhante, misterioso ele é envolvente do começo ao fim,durante toda a leitura você percebe um toque de realidade e em meio a tragédia a autora consegue incorporar um romance leve e gostoso de se acompanhar, ficaram curiosos? vamos lá então




O livro é narrado por Cody e começa muito misterioso, a jovem recebeu um e-mail assustador de sua melhor amiga Meg e na mensagem ela diz ter tirado a própria vida, ela enviou o mesmo e-mail para familiares e amigos de forma que todos só recebessem após sua morte, ela planejou cada detalhe de maneira macabra, desde a encomenda do veneno até a arrumadeira que encontraria o seu corpo.Todos ficam arrasados e Cody não consegue entender como não percebeu que a amiga vinha pensando nisso, elas moravam afastadas desde que Meg foi para a faculdade mas mantinham o contato e o laço da amizade, sempre confidentes, unha e carne como eram conhecidas mas mesmo com toda a cumplicidade entre as duas ela não acredita que deixou a amiga fazer isso sem ter tentado impedir e ajudar de alguma forma.

Cody é uma jovem que leva uma vida não tão feliz, a mãe engravidou de um descuido e faz questão de dizer a filha que não repita esse erro, não conhece o pai e tem algumas (muitas) frustrações, longe de ser a garota perfeita ela precisa passar por cima de todas as suas inseguranças diariamente até que Meg se mata, então tudo o que era ruim piora e a medida que os dias passam ela não consegue deixar o luto pela amiga.Como viver sem Meg? praticamente ela fora criada pelos pais da amiga, em todos os principais momentos eles é que estiveram com ela, todas as perguntas e questões que a sua mãe deveria responder foram a mãe de Meg que a ajudou, datas festivas eram na casa deles, ela passava mais tempo lá do que na própria casa e agora seu mundo desmoronou.


Os pais de Meg pedem a Cody que vá até a faculdade para recolher seus pertences e lá ela descobre que não sabia nada da vida da amiga, quem morava ali era uma Meg completamente diferente da que ela conhecia, os amigos que fizera são pessoas que jamais teria amizade na pequena cidade de onde vinha, os locais frequentados e até mesmo Ben McCallister, o guitarrista que largou Meg depois de terem transado.

Quando volta para casa ele recebe dos pais de Meg o notebook que foi dela (embora para Cody o presente mesmo foi ela ter aceitado), vasculhando encontra um arquivo criptografado impossível de ser aberto, então ela se lembra de um dos "amigos" de Meg da faculdade que é nerd e pede ajuda pra ele, depois de um tempo ele consegue desbloquear o arquivo e o que descobre é ... bem ... acho que vou deixar vocês curiosos kkk mas é algo que levanta suspeitas sobre a morte de Meg, teria mesmo sido suicídio?


Cody começa a fazer investigações secretas já que acha melhor não revelar à ninguém o conteúdo do arquivo, com o suspense crescendo nas páginas você não consegue largar o livro e deseja ler o mais rápido possível para solucionar junto com Cody esse enigma, mas ao mesmo tempo em que se aprofunda nessa investigação ela começa a se entender e deixar seus pensamentos se libertarem, põe pra fora tudo o que vinha a incomodando e entristecendo, sua linha de investigação parte do princípio de como Meg teria feito e isso acaba a ajudando com seus próprios fantasmas (ou não,vou deixar essa dúvida no ar rs).

Embora ela pretendesse fazer tudo sozinha acaba precisando da ajuda de outras pessoas e para quem ela pede ajuda??? Ben! não vou falar como acabaram se aproximando, aliás dos amigos da faculdade de Meg também, ela percebeu que estava meio enganada a respeito deles e acabou mantendo contato com alguns mas voltando ao assunto, Cody e Ben vão em busca de respostas sobre a morte de Meg em uma missão perigosa e no trajeto coisas inesperadas acontecem, tanto na ida quanto na volta, mas na volta... é de partir o coração!


Eu Estive Aqui é um livro com um tema que é Tabu para a sociedade mas que precisa ter uma maior atenção, suicídio não ocorre apenas em pessoas com depressão, embora a porcentagem de suicidas que sofriam com depressão seja muito maior, existem outras doenças que podem levar pessoas ao extremo, Gayle Forman nos mostra que se não for ajudada a pessoa pode sim atentar contra a própria vida, inclusive o livro foi inspirado em Suzy Gonzales uma jovem que teria tido uma vida exemplar se não tivesse buscado ajuda no lugar errado (assim como Meg).Gayle alerta para o fato de existirem muitas pessoas precisando de ajuda, no final do livro em Nota da Autora ela nos mostra dados alarmantes aqui no Brasil e deixa dicas de como conseguir ajuda, ela sita o Centro de Valorização da Vida e você pode acessá-lo clicando aqui. 

" Se você estiver na escuridão, pode parecer que vai continuar nela para sempre. Tateando às cegas. Sozinho. Mas não vai - e não está sozinho. Há muitas pessoas dispostas a ajudá-lo a voltar à luz"

Nenhum comentário:

Postar um comentário