24 de agosto de 2017

Onde Está Segunda? | Original Netflix [Resenha]

Oi, gente!
Eu não costumo falar sobre filmes por aqui, na verdade eu nunca falei sobre filmes no blog, mas já falei sobre séries na para assistir na Netflix. Hoje eu resolvi trazer um conteúdo novo e vou adicionar às ponstagens da Netflix resenhas de filmes também. Agora vamos ao que interessa...

Esses dias eu estava querendo assistir a um filme qualquer, entrei na Netflix pronta para procurar alguma coisa que me interessasse e de cara tinha uma indicação de Onde Está segunda?, achei o título bem curioso, fui ler aquela (mini) sinopse e acabei colocando o filme para rodar. Continuem lendo e vejam a minha opinião e entendam um pouco sobre o enredo.

Sobre o filme
Em um futuro não muito distante (2073) a população mundial aumentou descontroladamente e medidas drásticas precisaram ser tomadas, surgiu, então, a política do "filho único". A explosão populacional trouxe consequências desastrosas para o planeta e os alimentos estavam cada vez mais escassos, isso levou grandes cientistas a modificarem geneticamente os alimentos na tentativa de restabelecer a quantidade de comida para as pessoas.

No entanto, o que era para ser a solução acabou se tornando um problema e deixou o mundo em crise. Essa mudança genética resultou em nascimentos múltiplos, ou seja, as mulheres começaram a engravidar de mais de um filho ao mesmo tempo. O planeta não suportava tantas pessoas e nem tinha recursos para manter todas, então, o filho que nascesse primeiro ficava com a família e os demais eram levados para a Agência de Alocação da Criança. Supostamente, as crianças "extras" eram colocadas em um crio sono e - segundo a agência - descansavam em paz, livre da fome e a salvo do perigo.
Em meio a esse caos, nascem sete meninas. A mãe das meninas morreu no parto, o avô (que não via a filha há anos) se encarrega de garantir a sobrevivência das netas e lhes dá nomes um tanto inusitados: Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado e Domingo. Como são bebês ilegais, ele precisa manter tudo em sigilo e se certificar que ninguém notará as crianças. Para isso ele faz com que as irmãs adotem uma única identidade entre todas e elas se passam por Karen Settman (Noomi Rapace).

Durante a infância, o avô das meninas as treinou para parecerem um só e, embora sejam idênticas, elas possuem características marcantes e distintas umas das outras. Para que tudo desse certo, o avô mantinha um rigoroso esquema: Cada menina poderia sair nas ruas somente no seu dia da semana e sob a identidade de Karen. Mas isso só aconteceu depois de muito treinarem e esse processo demorou alguns anos. Quando tiveram o direito de sair, nunca poderia ter mais de uma nas ruas ao mesmo tempo.
Assim, elas aprenderam a ser a Karen. Trinta anos depois, vemos as sétuplas já adultas e trabalhando em um banco. Acompanhamos um pouco da rotina delas e percebemos as suas diferenças. Nesse momento surgem alguns clichês, como a garota nerd, a certinha, a desleixada, a sexy, a durona e a sentimental.

Em uma segunda-feira, a Karen estava em um dia muito importante no trabalho e poderia receber uma promoção. As irmãs precisam dessa promoção para ter um aumento na renda da família e fizeram de tudo para consegui-la. Só que alguma coisa acontece e a Segunda não volta para casa.
Minha impressão
Eu achei a premissa completamente intrigante, só que não me agradou tanto quanto eu esperava. É um bom filme, mas poderia ter sido melhor. 

A primeira coisa que eu notei e fiquei esperando até o final foi uma explicação sobre o que teria acontecido com o avô das irmãs, mas isso não acontece, ele simplesmente não é mais mencionado na trama quando as irmãs crescem. 

Eu também senti falta de um maior posicionamento da vilã, a bióloga que criou a Agência da Locação da Criança. A personagem tem potencial para melhor se desenvolver, mas é quase esquecida e aparece apenas em momentos críticos. 

O filme foca mais no relacionamento entre as irmãs e em como elas convivem em harmonia com tantas diferenças. Quando a Segunda desaparece, as outras ficam completamente desesperadas e tentam encontrá-la, sem saber ao certo onde procurar. Elas seguem com a vida da Karen e aos poucos vão notando coisas estranhas acontecendo e vão começando a entender o que aconteceu com a Segunda. 

Enfim, é um filme bom, bem interessante e com um final que traz grandes surpresas e reviravoltas. 

Minha nota para o filme

13 comentários:

  1. Nossa que legal.... Amei conhecer um pouco sobre o filme, parece ser bem legal.
    Ainda não conhecia, irei ver assim que possivel.
    Seguindo https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bia!
    Eu vi o trailer da série e fiquei bastante curiosa, vou acabar assistindo qualquer dia desses. Uma pena que vc não curtiu tanto quanto esperava.
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lucy, série não, filme kkkk acho que você se confundiu para falar, né? rs
      É um filme legalzinho, mas poderia ser melhor.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá, tudo bom? (:
    Ameeeeeei sua indicação! Que inusitada essa sinopse hahaha nunca vi nada parecido! Amo histórias que se passam no futuro *distopias* essa parece ser muito boa Vou assistir já!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: https://literarte.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yasmim.
      Aqui nessa postagem não tem a sinopse do filme, só a minha resenha sobre ele ;)

      Excluir
  4. Eu gosto bastante de posts assim, por que eu sempre fico à procura do que assistir (seja séries ou filmes), Gostei bastante do que você escreveu e fiquei curiosa para saber o que aconteceu realmente com a Segunda Rs, acho que irei assistir o filme depois. Traga mais posts assim!!!

    Um beijo, Karol Vicente.
    http://www.palavrasambulantes.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá Beatriz!
    Acho que ja vi uma crítica também sobre esse filme. Lembro que fiquei intrigada com esses nomes da família e meio intrigada com o desenrolar da trama.
    E como não é uma história que me atrai sem dúvidas não assistiria.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. Achei o título do filme sensacional mas não sabia sobre o que ele falava até ler seu post. Com certeza vou dar uma olhada, amo sociedades distópicas e essa história parece ser muito intrigante. Mas também ficaria querendo saber o que aconteceu com o avô delas.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  7. Oie, achei bem interessante e me lembrou Orphan Black, já me indicaram essa série e disseram que os aspectos que tensionam a trama são muito bons e parece intrigante, mesmo por um desenvolvimento mediano! <3

    ResponderExcluir
  8. Nunca ouvi falar do filme e achei estanho também este sumiço do avô sem nenhuma explicação, mesmo que seja a simples morte natural. Nomes super diferentes ele escolheu para as metas. Mesmo com o seu porém, confesso que fiquei um tanto curiosa com o filme.
    Quem sabe venho a ver.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Nossa que enredo bem diferente e interessante. Essa questão de trazer sete identidades em uma é bacana, ainda mais elas se passando só por uma sendo diferentes. E esse mistério da segunda não voltar?! Poxa que pena que ele não foi tão bem explorado, mas confesso que mesmo assim fiquei curiosa. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Todo mundo falando nesse filme e eu aqui só querendo ter à disposição que tenho para assistir séries, para poder assisti filmes também. Faz tempo que vejo esse filme na minha timeline, mas ainda não senti vontade de assistir.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir