[Resenha] Agir e Pensar Como Um Gato

2 de dezembro de 2019

Título: Agir e Pensar Como Um Gato
Autor: Stéphane Garnier
Editora: Valentina
Páginas: 208
Ano: 2019
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora
Sinopse: Ao observar Ziggy, seu gato, Stéphane Garnier começou a perceber que muitas coisas que fazia sem ter vontade, muita gente com quem convivia e nada tinha a lhe acrescentar, muito estresse e energias negativas que trazia para casa depois de um dia de trabalho só serviam para uma coisa: fazer com que se sentisse mal, pra baixo, infeliz...
Foi num desses dias em que Ziggy caminhava pela sua mesa de trabalho, deitava-se sobre o teclado do computador e não parava de mordiscar a tampa da caneta, que Stéphane entendeu que ele estava querendo lhe transmitir uma mensagem: “Ei! Que tal desligar um pouco?”
Desligar... Talvez fosse esse o segredo que ele desejava contar já havia algum tempo: largar de mão, entregar-se ao essencial, pensar no próprio bem-estar, ou seja... Viver como um gato!
Stéphane descobriu que os gatos vivem muito melhor do que nós! São livres, honestos, carismáticos, nobres, independentes... e temos MUITO a aprender com eles.
Resenha
“Muitas vezes, por falta de autoconfiança ou mesmo por timidez, temos dificuldade de nos afirmamos diante dos ‘outros’. Nós nos anulamos, nos calamos, não ousamos desafias os ‘outros’ por parecem intelectualmente superiores ou, no mínimo, bastante seguros de si, e isto basta para nos subjugarmos com a sua presença, com o seu saber... e até com as bobagens que nos abrigam a escutar!”
Stépher Garnier nos traz uma obra com mensagens inspiradoras e que podem fazer diferença em muitas questões da nossa vida! Agir e Pensar Como um Gato é um livro de autoajuda bem diferente dos que eu já li, ele aborda assuntos sérios e nos leva a refletir sobre como lidamos com eles, o diferencial aqui é o fato de o autor fazer comparações com os gatos e, assim, nos dar soluções simplificadas.

Eu sou apaixonada por gatos, tenho três atualmente, e após a leitura deste livro eu passei a enxergá-los de outra maneira, também passei a aprender mais com eles. Obviamente, não podemos sair por aí imitando os gatos em tudo (embora dê muita vontade), mas ao olharmos para as suas características, para seu modo de agir e de se relacionar nós poderemos usá-los como inspiração. Os gatos são livres, confiantes, independentes, sábios... neste livro o autor conta que ao observar o seu gato percebeu que poderia aprender com ele.
Os gatos não mendigam carinho, atenção, amor, pelo contrário, esbanjam graça e formosura com uma autoconfiança invejável e nos fazem sentir vontade de amá-los, tocá-los é um privilégio que poucos têm. Já tentou acariciar a barriga de um gato? Se ele não quiser você sairá todo arranhado e ainda vai achar que valeu a pena. Por que então, nós, seres humanos, temos a tendência de correr atrás de quem não nos merece, quem não nos ama? E não digo isso apenas em relação amorosas, estenda e mensagem a outras áreas como amizade, família, trabalho, muitas vezes passamos por cima de nossas próprias necessidades para agradar aos outros e sermos aceitos.
“Nada de mentir nem se esconder atrás de falsas aparências, nada de representar um papel, nem se agitar fazendo grandes movimentos com os braços para tentar hipnotizar as pessoas... simplesmente, não faça nada.” – Vou incluir um comentário meu aqui, seja você mesmo! 
Precisamos aprender a nos colocarmos em primeiro lugar, isso não é errado e faz um bem tremendo! Outro ponto importante sabermos nos posicionar, nada de fazer aquilo que não queremos para não aborrecer ninguém, dizer não é essencial. E ter paciência é uma das grandes sabedorias que os gatos têm a nos oferecer, às vezes é bom ir com calma, deixar de lado a correria do dia, aceitar que nem sempre as coisas sairão da maneira como imaginamos e planejamos, que às vezes dá tudo errado mesmo e não tem problema, relaxe, respire, tire um tempo para pensar e tentar resolver os problemas com calma, sem se estressar.
O gato é curioso, mas ao mesmo tempo é prudente. Ele quer bisbilhotar, saber o que está acontecendo ao seu redor, mas a cautela está sempre presente. Temos que aprender um meio termo entre os dois pontos! A curiosidade é saudável, nos proporciona fazer novas descobertas, conhecer coisas novas é bom. E a prudência permite que façamos essas descobertas de maneira segura, aprender a seguir nossos instintos é importante, mas é preciso ir com calma para não se machucar depois, não quebrar a cara, não adoecer. Aventure-se mais, descubra mais e não se esqueça de ir com calma e avaliando sempre os prós e os contras de cada decisão que tomar.

Diversão! Gatos gostam de se divertir, não importa o objeto, ele sempre vai encontrar um meio de brincar. Permita-se ver a beleza das coisas simples, não leve a vida tão a sério, procure observar situações difíceis por outro ângulo. Para finalizar, se aceite como você é! Os gatos se orgulham do que são, de como são, se eles têm alguma limitação buscam meios de contorná-la e não permitem que ela os impeça de fazer aquilo que querem. Não deixe que lhe diminuam.
Minha impressão
Agir e Pensar Como um Gato é um livro com mensagens de autoajuda que nos ensina a perceber a vida com outros olhares, ao observamos as atitudes dos gatos nós podemos aprender muito com eles e o autor traz questões de diversas áreas que podem nos deixar mais confiantes e independentes. Além disso, a obra conta com ilustrações muito fofas e uma diagramação lindinha!

Eu gostei muito da leitura, foi uma experiência completamente diferente, já li alguns livros do gênero, mas nada comparado a esse que nos traz mensagens importantes com bom humor e sempre trazendo comparações com os gatos, o que é ainda melhor.

Achei bemlegal a maneira como o autor interage com o seu gato e como aprendeu com ele, ao longo dos anos as lições que seu gato Ziggy lhe passou foram tão valiosas que ele resolveu dividir com as pessoas. Não é um livro de autoajuda comum, mesmo quem não gosta do gênero eu acho que vale a pena dar uma chance! Quem não quer ver a vida de maneira mais leve? Quem não quer se aborrecer menos? Discutir menos? Quem não quer aprender a dizer não e aprender a se impor? No livro temos esses assuntos e muito mais!

Minha nota para o livro

7 comentários:

  1. Que fofo, se é um livro de autoajuda, deve ser um dos melhores haha
    Estou chocada com tamanha dedicação com o livro, foi muito bem ilustrado, um livro muito lindo pra se ter na estante!
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  2. Oie Beatriz,
    ta aí um livro de auto ajuda que eu leria de bom grado, eu também adoro gatos, porém, ainda moro com minha mãe e ela não gosta de gatos, o que me impede de ter um. Mas de fato os gatos são ótimos exemplos a ser seguidos em nossa vida, acho que é por isso não não sou tão simpatico a cães, eles são dados demais hahaha

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  3. Ahh que livro fofo! E esse modelo ai? ♥-♥
    Não sou fã do gênero, mas fiquei bem curiosa com esse livro! Falou em gato, falou comigo ahahah. um beijo

    ResponderExcluir
  4. eu não sabia que o livro era de autoajuda, mas mesmo mesmo assim eu fiquei bem interessada por causa do gato hahahaha
    Também tenho uma gatinha e sempre digo que ela tem muita coisa pra me ensinar! Vou dar uma chance pro livro, amei a dica!

    ResponderExcluir
  5. Não sou fã de autoajuda, mas este parece ser interessante pela analogia feita.
    A Valentina é um capricho com seus livros e to apaixonada pela ilustraçãozinha.

    ResponderExcluir
  6. Hey, Beatriz!
    Então, eu sou mais a loka dos cachorros. Nunca tive um gatinho. Mas, eu adorei a ideia da autora. Realmente os gatos aparentam ser muito autossuficientes. Quem sabe eu não tenha muito o que aprender com os danadinhos. Gostei muito dessa dica. Se eu tiver oportunidade, vou ler pra dar uma chocalhada nesse 2020, porque olha... Tem sido difícil vencer 2019.
    Beijão

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  7. Oi, eu também amo gatos e achei super bacana a ideia de eles nos trazerem mensagens inspiradoras, pelo seu post fiquei bem empolgada para fazer essa leitura também.

    ResponderExcluir