7 de novembro de 2016

[Resenha] O Androide

Título: O Androide
Autor: Paulo de Castro
Editora: Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 256
Ano: 2016
Skoob: Adicione
*Cortesia do autor


Os seres humanos foram extintos da Terra e o planeta é comandado por robôs. Mas existem aqueles que não concordam com o rumo das coisas e esses androides são caçados pelo líder. É nesse cenário que surge uma ideia inovadora e arriscada: Criar o homem novamente. Continue lendo a resenha e saiba mais sobre a trama.
JPC-7938 foi fabricado para ser um cirurgião, há mais de mil anos ele vive sozinho e completamente isolado, desde a revolução das máquinas. Ele tem em seu HD todos os registros sobre a medicina e está frequentemente lendo livros para aprender mais, não apenas sobre medicina, mas qualquer livro que lhe possa ser útil e lhe agregue algum conhecimento.

Antes dos homens serem extintos da Terra, ele foi um dos androides que não fez a atualização e por causa disso, não foi um dos que passou a seguir H1N1. Quando os máquinas começaram a matar os homens, também começaram a perseguir robôs que não estavam com a mesma visão. Em todo o planeta, o caos se espalhou. Depois de muita luta, os homens morreram e há séculos as máquinas governam, caçando os "rebeldes".
Para ir até a biblioteca, JPC-7938 se arriscava muito, haviam satélites e sentinelas por toda a parte. Ele morava em um lugar isolado e com pouca vigilância, mas quando chegava na cidade, tinha segurança em toda a parte. Na sua última visita à biblioteca, aconteceu algo que não estava em seus planos, ele avistou uma sentinela perseguindo um androide e resolveu ajudar, poderia ser uma armadilha mas ele não se importou, apenas ajudou.

OPR-4503 é um androide que foi construído para ser um engenheiro, também vagava na Terra desde a revolução das máquinas, se escondendo de H1N1. Mas ele já não tinha perspectiva de vida, não queria continuar vivendo por anos, sem ter uma finalidade. Então, quando foi interceptado por uma sentinela, não se importava em ser abatido, mas foi salvo por JPC-7938, que não tinha bateria suficiente para chegar em casa, ele devolveu o favor e ajudou seu novo amigo.
Em uma conversa, ele revelou que tinha encontrado uma câmara com material humano e JPC-7938 teve uma ideia ousada: Trazer os humanos novamente para a Terra, criar o homem. Se questionou se esse não seria o propósito de sua existência e do encontro entre eles, os robôs foram criados por seres humanos e agora havia chegado o momento de inverter os papeis. A ideia era arriscada, tudo poderia dar errado e eles poderiam ser capturados, mas valia à pena correr o risco.

OPR-4503 conheceu uma androide que seria perfeita para ajudá-los. NCL-6062 havia sido criada para ser uma prostituta, seu dever era satisfazer os desejos dos humanos, dos mais normais aos mais sórdidos, sem exceções. Quando os dois conseguiram encontrá-la e convencê-la, é que tudo fica ainda mais difícil, pois além de estarem fugindo, ainda precisariam se preocupar com a gestação. O futuro do planeta está nas mãos deles.
Minha impressão
Quando eu vi o livro pela primeira vez, me interessei muito por ele, a premissa é instigante e esse assunto sempre me atrai. Quando comecei a ler, me lembrei de todos os filmes que eu já vi sobre o tema, aquela guerra entre máquinas e homens, robôs defendendo os humanos, androides e tudo mais, só que em nenhum desses filmes (ou livros) eu vi algo parecido com o que li nessa obra. Eu nunca vi um androide querer criar o homem e isso foi o que mais me intrigou antes de começar a leitura e o que mais me deixava curiosa enquanto lia. 

A maneira como o autor desenvolve a trama é muito boa, os personagens são bem construídos e o enredo vai se tornando cativante. No começo, pode ser um pouco mais parado e com uma linguagem um pouco mais formal e técnica, mas com o passar das páginas a gente nem percebe e se acostuma, tanto que a ansiedade para saber se vai dar certo nos consome. Eu também fiquei muito curiosa para saber quem era o H1N1 e quais motivos o levaram a fazer tudo isso.

Algo legal de comentar é que no decorrer da história, temos alguns capítulos que mostram o passado dos personagens e podemos conhecer mais sobre eles. A história me mais me emocionou foi da NCL-6062, se ela tivesse um coração, ele com certeza estaria todo despedaçado e ela cheia de traumas. Mas a história de H1N1 também é triste, claro que  não vou falar sobre o assunto, mas ver como ele se tornou esse monstro é doloroso. 

Minha nota para o livro

23 comentários:

  1. Caramba! Que loucura essa coisa de só existir robôs e que eles querem recriar os humanos, muita loucura, totalmente contrário a realidade. Preciso urgente desse livro... ainda bem que o Natal está chegando, já quero muito!
    Beijos,
    Nay

    http://travelingbetweenpages.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu também ja fiz essa leitura e confesso que achei um pouco confuso, pelo menos ate me adaptar com a ambientação, nomes e afins. Também achei os personagens muito bem construídos e é bom conhecer um pouco mais a fundo sobre eles. A questão do androide querer criar o humano realmente chama a atenção
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. oie, bia, que bom ver quee o livro te atraiu e que os personagens são bem construídos e que os assuntos chamaram a sua atenção. Particularmente esse assunto não me atrai nem um pouco, pelo contrário, me entedia, por sisso eu não leria de jeito nenhum, mas para quem gosta é um prato cheio.

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia, com certeza esse caminho de volta, o robô querendo criar o homem, é muito original. Fiquei curiosa com as tramas triste, porque eu adoro um drama e a capa do livro também está linda, não?
    Quero ler
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é bem sci-fi, né? Achei super diferente, não é uma leitura que geralmente escolho como primeira opção, mas fiquei curiosa a respeito.


    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá...
    Achei a premissa do livro bastante original, e por mais que tem uma boa dose de drama (que gosto muito) prefiro passar a obra, pois, não sou muito fã desse universo dos robôs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi andei pesquisando recentemente sobre gêneros de livros então tô um pouco neurótica com isso kkkk esse livro é uma distopia? Achei a proposta nem interessante. Na verdade achei muito diferente e saber que é nacional me deixou feliz. Dica super anotada! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Beatriz, tudo bem?
    Fiquei bem curiosa com esse livro pois realmente, em todas as histórias que envolvem robôs, nunca vi alguma onde o objetivo era criar o homem. A proposta do autor é interessante e deve ser uma leitura cheia de aventura e perigos, já que os personagens precisam se esconder de H1N1 a todo momento para não serem pegos. Nunca li alguma história que envolvessem robôs, mas fiquei bem curiosa para conhecer essa e anotei a dica para uma futura leitura.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Bia, olha que sempre estou de olho nos livros desse selo da novo século e nunca tinha me deparado com esse Livro. Gostei bastante do enredo até porque adoro histórias distopias e me lembrou um pouco matrix.
    Também quero entender o porquê da humanidade ter sido extinta e se o andróides vão conseguir recriá-los.
    Já adicionei na lista de leituras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Bia
    Não conhecia a obra,mas fiquei muito curiosa em sabe a história dos personagens achei super interessante a ideia de um robô querer criar um humano.A premissa desse livro é um tanto instigante os personagens pareem ser marcante.A leitura parece ser fluida depois que pegamos o ritimo do livro.Pretendo em breve fazê a leitura desse livro. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Sempre ouço bons elogios sobre esse livro, mas não faz muito o meu gosto. Também achei bem intrigante o fato de androides quererem criar o homem e também é bastante diferente de filmes e livros com esse tema. A história parece ser ótima para quem gosta do gênero!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  12. Oiee Bratriz ^^
    Já tinha visto sobre esse livro antes, mas não gosto de histórias com tecnologia e/ou robôs, o tema não me interessa muito, então eu não fiquei com vontade de ler. Mesmo vendo que você gostou da história e do desenvolvimento da mesma, ainda assim não estou animada para conhecer *-* Mas fico feliz em saber que gostou :)
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  13. Olá Bia,
    Não gosto muito de livros do gênero e O Androide não chama muito minha a atenção, pois acho sua premissa um pouco confusa, confesso.
    Essa questão de um androide querer criar um homem é bem instigante, pois é o oposto do que estamos acostumados a encontrar, mas, ainda assim, não fiquei curiosa para ler o livro e vou deixar a dica passar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro os livros desse selo, tive excelentes surpresas com ele. Esse eu não conhecia, são tantos livros no mundo que é difícil conhecer todos, né? Mas gostei bastante do plot, tem vários elementos que me atraem. E suas impressões me deixaram mais curiosa ainda com a leitura. Infelizmente não tenho nem ideia de quando e se o lerei em algum momento, pois estou sem nenhum dinheiro e nem espaço pra mais nad. Mas gostei bastante da dica.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  15. Achei inovadora essa ideia do robo querer criar o humano, é algo novo e que com certeza desperta a atenção do leitor. Esse é um genero que não me atrai mas confesso que fiquei muito curiosa pra saber sobre H1N1 E como a história termina.

    ResponderExcluir
  16. Tinha lido outra resenha sobre esse livro e não tinha achado a menor graça, mas a sua fez com que eu me interessasse pela leitura. Achei o máximo isso dos andróides quererem recriar a raça humana. Só fiquei rindo aqui do nome do vilão, logo H1N1, sério? Rs... Fiquei pensando na gripe... hehe...

    ResponderExcluir
  17. Tinha lido outra resenha sobre esse livro e não tinha achado a menor graça, mas a sua fez com que eu me interessasse pela leitura. Achei o máximo isso dos andróides quererem recriar a raça humana. Só fiquei rindo aqui do nome do vilão, logo H1N1, sério? Rs... Fiquei pensando na gripe... hehe...

    ResponderExcluir
  18. Wue interessante isso deles quererem criar humanos, totalmente diferente.
    Acho que ficaria meio confusa com esses nomes alfanuméricos, se já fiquei confusa na resenha imagine no livro? Hahaha
    Mesmo assim fiquei curiosa. SÓ não curti a capa, podia ser melhor.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Que história mega interessante. Nunca vi um livro que abordada e esse tipo de tema. Fiquei curiosa para saber como foi eles criarem um humano. Um livro inovador que com certeza vai prender a minha atenção.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Flor.
    Infelizmente não estou numa vibe muito boa para esse tipo de leitura. Mas é inegável que é uma história interessante e cheia de aspectos inovadores. Sem falar que não é uma tipo de leitura para qualquer pessoa.
    Anotei a dica para outra oportunidade.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  21. Oie
    Tudo bem?
    Eu já tenho esse livro aqui em casa amo essa capa fiz a compra e acabei não lendo por falta de tempo confesso que só lembrei que tinha depois que vi esse post adorei sua resenha depois dela fiquei ansiosa para fazer a leitura.
    Obrigada pela dica
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  22. Menina, acredita que eu não conhecia o livro? Tô pasma!
    Amei a premissa. Toda essa história é pra lá de envolvente. Já me vejo devorando o livro. E essa capa? É um amor!
    Adorei sua resenha e mal posso esperar para conhecer melhor esses robôs. O que mais me intrigou, além do fato deles quererem construir um humano, é a carga emocional e o passado de cada um.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Beatriz, tudo bem?
    Eu nunca li nada parecido e devo confessar que a trama chamou muito minha atenção. Gostei do modo como você se expressou e de mostrar a todos essa obra diferente e contagiante, com certeza entrou na minha lista e só posso dizer que já quero ler, e está na minha lista!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir