[Resenha] A Besta dos Mil Anos

4 de outubro de 2018

Título: A Besta dos Mil Anos (Trilogia do Apocalipse - Livro 01)
Autor: Ilmar Penna Marinho Júnior
Editora: Jaguatirica
Páginas: 304
Ano: 2018
Adicione ao Skoob
*Cortesia da Oasys Cultural
Sinopse: A busca por uma antiga tapeçaria e o mal espalhado por onde ela passa é pano de fundo para o primeiro livro da Trilogia do Apocalipse, de autoria de Ilmar Penna Marinho Júnior, que aborda temas como fé, violência, crime, ganância e sexo. Uma das sete peças que faltam para completar a Tapeçaria do Apocalipse, elaborada no século XIV e exposta no Castelo de Angers, na França, a de número 75, que traz a "Besta aprisionada por mil anos", depois de séculos, tem seu paradeiro afinal descoberto no Brasil na Rocinha, favela do Rio de Janeiro, então dominada por violentos traficantes.
Resenha
A famosa Tapeçaria do Apocalipse está exposta no Castelo de Angers, um dos monumentos mais visitados da França e um importante museu. O castelo passará por uma reforma e reabrirá ao público em breve, uma nova iluminação ressaltará a beleza da tapeçaria e as telas estão sendo aproximadas para não deixar espaços vazios nas cenas que faltam, mas o curador deixou apenas um espaço para colocar o misterioso quadro 75.
“Na verdade, temia que esse quadro desaparecido significasse que o dragão de sete cabeças estivesse solto e fosse o grande responsável pela atual desordem do mundo.”
O quadro que retrata a cena do “Diabo enjaulado por mil anos” pode estar próximo de ser recuperado. Algumas fontes levam a crer que ele está no Brasil e o Ministério da Cultura (da França) está disposto a financiar a busca pelo quadro, no entanto como a veracidade dele ainda não foi confirmada a polícia não pode ser envolvida. Por conta disso, a solução encontrada pelo curador Ferdidnand e pelo Padre Antoine é enviar ao Brasil o sobrinho do padre, Aurélien Kléber, que é bibliotecário e já conhece o Rio de Janeiro.
Como o quadro veio parar no Brasil ainda é um mistério, o pouco que se sabe é que ele está em uma perigosa favela do Rio de Janeiro. Mas mistério é o que não falta quando o assunto é a tapeçaria, mais precisamente o quadro 75. Quem está com o quadro é Leonardo, um homem perigoso que possui uma vida dupla. Aparentemente, é um homem de negócios com uma bela família e que vive ausente, mas secretamente está envolvido com os chefes do tráfico e administra as finanças do mundo do crime.

Enquanto o casamento de Leonardo se afunda cada vez mais, sua vida secreta lhe rende bons frutos. Além do mais, ele se envolve com Lisa, uma astróloga ambiciosa e capaz de tudo para conseguir o que quer. Leonardo possui uma casa onde há reuniões de candomblé a portas fechadas e para um seleto grupo, e é em seu templo que o quadro 75 está guardado, dando ao lugar um ar ainda mais sombrio.
Aurélien vai contar com a ajuda de Júlia, uma jornalista que instigada pelo mistério e por prever um furo de reportagem concorda em ajudá-lo. Conforme passam mais tempo juntos fazendo suas próprias investigações a respeito da tapeçaria roubada de uma ONG incendiada logo surge uma amizade e pouco depois eles acabam se envolvendo amorosamente. Aurélien e Júlia conseguem descobrir o possível paradeiro do quadro, mas não sabem como poderão ter acesso ao terreiro.

Sem saber, todos esses personagens acabam tendo uma ligação e as suas vidas dependem dos acontecimentos futuros relacionados à tapeçaria... Segredos revelados e mortes estão entre as próximas cenas, o quadro 75 faz jus à fama, a besta está solta e causa destruição onde estiver.
Minha impressão
A Besta dos Mil Anos é o primeiro volume da Trilogia do Apocalipse e nos apresenta uma trama instigante e repleta de simbologia, mistério, com um fundo histórico entrelaçado à ficção e com cenas de ação. O autor possui uma escrita madura, detalhista e consegue despertar no leitor a curiosidade para desvendar os segredos que a trama esconde.

Eu demorei a me envolver com a leitura, o começo foi um pouco mais lento para mim, mas isso só até passar a introdução e a apresentação dos personagens, temos capítulos inteiros mostrando um pouco sobre o passado e o presente de cada um dos personagens e isso me cansou, são muitas páginas para algo que poderia ter sido mais resumido.

Todos os personagens merecem destaque, cada um contribui à sua maneira para o desenvolvimento da obra. Achei o final uma ótima jogada do autor, ele deixa algumas possibilidades e um grande gancho para o próximo volume.

É um livro que permeia pelo campo religioso ao abordar o catolicismo, o candomblé e uma seita satânica. A obra também explora temos como a vida no crime, violência, famílias desestruturadas e corrupção. Eu gostei bastante do livro e recomendo da leitura!

Minha nota para o livro

18 comentários:

  1. Fiquei curiosa. Eu não conhecia o livro, ou não me lembro de ter visto por aí pelo menos.
    Esse tipo de premissa em geral costuma me atrair bastante. Fiquei meio com o pé atrás com os capítulos grandes demais falando sobre os personagens e etc..
    Mas a história me chamou atenção. Vou ver se consigo o livro para dar uma olhada por mim mesma. Obrigada pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karini. Tudo bem?
      Então, os capítulos longos são só detalhes, isso me cansou um pouco no começo, mas depois as coisas ficam mais interessantes e logo a gente se envolve com os personagens. Espero que você tenha a oportunidade de ler, acho que é uma leitura que vale a pena.

      Excluir
  2. Confesso que tenho dificuldade em me envolver com leituras que tratam de coisas relacionadas com religião, principalmente seu simbolismo, essas seitas satânicas, tudo isto me gera uma angustia, o que faz com que eu não me interesse por esse tipo de trama. Contudo para quem curti esse tipo de leitura vale a pena a dar uma chance, pois o autor conseguiu desenvolver muito bem toda a história, de forma que envolve o leitor fazendo com que ele queira descobrir todo o mistério.

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia tudo bem? Não conhecia esse livro, a trama com mistério envolvente e os segredos guardados são o que me chamam a atenção e me deixa curiosa por ler esse livro, sua resenha foi primordial para a minha decisão, foi ótima e sincera. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs

    ResponderExcluir
  4. Os temas abordados no enredo despertam mesmo o nosso interesse e já nos fazem imaginar as fortes e emocionantes cenas que nos aguardam. Ainda mais por se passar no Brasil, sucesso garantido.
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Adorei a foto e a capa do livro é muito linda.
    A premissa da história é muito interessante, adoro livros do gênero, me lembrou bastante os livros do Dan Brown, autor no qual eu admiro muito.
    Ainda não conhecia os livros e nem mesmo o autor, mas me interessei bastante, espero fazer a leitura.
    Achei muito interessante o fato da história se passar no Brasil.

    beijos - anne and cia

    ResponderExcluir
  6. Cara, esse tipo de leitura é muito legal, faz a gente ficar angustiado querendo saber mais do que vai rolar, eu adoro esse tipo de leitura. Ainda não conhecia essa história, mas seus comentarios e fotos me deixaram super curiosa pra conhecer, quero muito!!!

    (amei o fato de que a história se passa aqui!)

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Fiquei interessada na leitura. Não sou muito de mistério, mas a trama me pareceu meio americanizada de um jeito bem brasileiro. Com certeza leria, acho que tá faltando tramas de mistério no meio nosso meio.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Beatriz.

    A história me deixou bastante curiosa para saber como eles conseguirão se infiltrar dentro de um lugar tão perigoso para conseguir resgatar esse quadro novamente e como o mafioso conseguiu esse quadro.
    Parece envolver um grande mistério a cerca do livro, e isso é bem interessante. Uma pena no começo você não ter conseguido se conectar à história, é muito ruim quando isso acontece.

    Beijos,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Apesar de achar o tema interessante, misturando tantos elementos assim fico com receio quanto ao livro ser enrolado. Creio que se fosse um livro único eu tivesse mais interesse.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  10. Oi Beatriz.

    Eu não conhecia este livro e pela sua resenha parece ser um livro muito bom de ler. Confesso que fiquei curiosa por causa dele ter assuntos no campo religioso. Abordando o catolicismo, o candomblé e uma seita satânica. é uma mistura interessante. Dica anotada.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Que bom que gostou do livro! Mesmo com o inicio que não te conquistou tanto, deu para notar o quanto ficou envolvida com a história.
    Uma ótima dica! mais um título para colocar na minha lista de futuras leituras.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Gosto desse tipo de trama, cheia de mistérios e segredos, mas saber que o início é lento me desmotiva um pouco. Gosto de obras que desde o início me prendem, sabe? Talvez seria um livro que eu lesse quando estivesse com mais tempo, caso contrário acabaria abandonando a leitura. Mas gostei de conferir sua resenha, a trama realmente parece muito interessante.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ainda não conhecia a obra e achei a história até envolvente com todos o mistério presente. Porém, não seria um livro que leria no momento por não prender logo de cara, nem que seja pela curiosidade, mas anotei a dica para possíveis leituras.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  14. Oi, Beatriz! É um tema bastante diferente do que tenho visto em relação a tramas sobrenaturais, ainda mais envolvendo catolicismo e candomblé, acho que religião é um tema delicado e que tem que ser tratado com respeito, seja qual religião for. Fiquei curiosa com a história, meso que fuja bem da minha zona de conforto.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Acho que mesmo não sendo meu gênero preferido de leitura, só o fato do autor conseguir mesclar temas como sobrenatural, fatos históricos e não se perder na condução dos personagens, já é um ponto a favor para a leitura ficar instigante.
    Espero que os próximos livros sejam tão ou mais surpreendentes como esse.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  16. Olá Beatriz,
    o livro possui uma premissa interessante mas as temáticas abordadas então a anos luz fora da minha zona de conforto. Quando iniciei minha vida literária me propus a diversificar ao máximo meu estilo de leitura mas ainda hoje existem alguns limites pessoais que me recuso a cruzar, já li sobre espiritismo e outras religiosidades, hoje não mais. Prefiro focar em outros assuntos que não envolvam qualquer religião, nem mesmo a minha. Esse em específico tem uma pegada mais sombria o que me afasta ainda mais. Mesmo assim, fico contente que sua experiência tenha sido positiva.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  17. Olá Beatriz!!!
    Esse é um livro que me tiraria da minha zona de conforto e bem não sei se isso seria bom ou ruim de fato. Achei que o mesmo traz algo instigante e que faz com que queiramos dar uma chance ao mesmo e ver para onde tudo isso irá transcorrer, afinal tem o lado que se passa em nosso país e o autor saber trabalhar isso funciona muito bem.
    Pegar a temática religiosa para se trabalhar é desafiador e ainda usar o capiroto junto imagino eu rsrsrs
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir