11 de maio de 2017

[Resenha] Como Eu Era Antes de Você | Livro

Título: Como Eu Era Antes de Você (Livro 01)
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2016
Leia a sinopse no Skoob
*Acervo pessoal


Resenha
Louisa foi trabalhar como cuidadora de um tetraplégico que parece não se agradar com a presença dela. Depois de algum tempo juntos, eles passaram a se entender melhor e adquiriram uma certa cumplicidade. A convivência entre eles fará mudanças significativas em ambos, mas Louisa descobre um plano que Will vem mantendo em segredo e fará de tudo para impedi-lo.
Louisa é uma jovem de vinte e seis anos, mora com os pais, a irmã e o sobrinho. A família passa por dificuldades financeiras e ela ajuda em casa, mas o café em que ela trabalhava fechou e ela perdeu o emprego. Lou é muito inteligente mas não tem ambições, não sabe o que quer fazer no futuro, não se preocupa em estudar, então ela fica completamente perdida quando precisa procurar emprego.

Através de uma agência de empregos ela conseguiu uma entrevista para ser cuidadora de um tetraplégico. Ela foi para a entrevista sem muita confiança, afinal, não tem experiência na área. A senhora Camila Traynor, mãe de Will, enxergou nela a pessoa perfeita para o que estava procurando. Ela não queria outra profissional robotizada, que tratasse de seu filho como "só mais um trabalho", ela queria justamente alguém como Lou, uma pessoa espirituosa e que passe confiança.

Will Traynor sofreu um acidente de moto que o deixou tetraplégico e lhe tirou as esperanças de continuar vivendo. Antes do acidente ele curtia a vida mas agora não tem ânimo para mais nada. Sua rotina é exaustiva e dolorosa, Will não aguenta mais tanto sofrimento e só quer que tudo isso acabe. Ele está cansado de todo mundo dizendo o que ele pode ou não fazer, de todo mundo achando que sabe do que ele precisa ou quer sem nem mesmo perguntar a sua opinião.
"- Sabe de uma coisa, Louisa? Seria ótimo se alguém, por apenas uma vez, prestasse atenção ao que eu quero. Destruir essas fotos não foi um acidente. Não foi uma tentativa de decoração radical de interiores. Eu fiz isso porque realmente não quero vê-las.
Levantei-me.
- Desculpe. Não pensei que...
- Você achou que sabia. Todo mundo acha que sabe do que eu preciso. Vamos colocar as malditas fotos juntas de novo. Vamos dar ao pobre aleijado alguma coisa para olhar. Não quero ter as porcarias dessas fotos me encarando toda vez que eu estiver na cama até chegar alguém e me tirar de lá. Certo? você acha que é capaz de entender isso?"
Quando a mãe de Will contratou a Louisa ela omitiu um fato importante, o principal motivo dela ter sido escolhida para ficar com Will. Com algum tempo de trabalho, Lou escuta uma conversa e finalmente entende o motivo de ter sido contratada e fica chateada. Se sente enganada. Mas, além disso, ela não consegue entender como a mãe de Will concordou com o pedido que ele lhe fez.

Will quer cometer um suicídio assistido e quando Lou fica sabendo disso vai tentar fazê-lo mudar de ideia sem deixar que ele perceba que ela sabe de seu plano. É uma corrida contra o tempo, ela tem poucos meses para mostrar a Will que mesmo sendo difícil, mesmo com todas as limitações, vale a pena lutar pela vida. Lou elabora uma série de passeios diários e viagens que eles poderiam fazer e sua esperança aumenta a cada dia.
Minha impressão
"Como eu era antes de você" é um dos livros mais impactantes que eu já li. Eu já sabia o que aconteceria mas ao chegar no final da leitura foi inevitável, eu chorei muito, meu coração doeu e fiquei um bom tempo pensando no que tinha acabado de ler. É um livro que nos envolve por completo. 

A autora trouxe para a trama dificuldades reais, digo tanto nas questões de acessibilidade como de preconceito com tetraplégicos. A maioria dos lugares não são adaptados e esse era um dos motivos que desmotivavam o Will de sair de casa. Se locomover pelas ruas e dentro dos estabelecimentos já é muito difícil mas os olhares que as pessoas lançam só torna tudo pior. 

O tema abordado no livro é forte, o suicídio assistido, e é um tema que gera discussões na sociedade. Enquanto uns apoiam outros desaprovam. Não estou aqui para falar a minha opinião sobre essa questão e sim as minhas impressões com a leitura, por esse motivo eu não vou me aprofundar no assunto. 

Bom, eu não falei muito sobre a trama ou sobre os personagens para não soltar nenhum spoiler, mas é um livro lindo e que me surpreendeu com o tanto que ele mexeu comigo (mesmo eu já sabendo como ele terminaria). 

Minha nota para o livro

8 comentários:

  1. Olá!
    Li este livro no momento em que ele foi lançado. Jamais imaginaria que ele fosse fazer esse sucesso todo e que também fosse virar filme. E em ambos eu chore. Amei demais e super recomendo. Um dos livros mais lindos que já e com certeza é um dos meus favoritos, e é claro que a gente torce para um outro final, mas infelizmente a vida é assim, não é mesmo? Não é tudo do jeito que a gente quer...

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é lindo, a história dele é linda e até a adaptação foi linda.
    Não imaginei que o sucesso dele seria tão grande, pois umas pessoas não gostam da forma que a Jojo escreve mas eu particularmente amo a escrita dela.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Quando eu li o livro eu lembro de ter gostado pois o livro tratava muito mais do que livro de romance se tratava de um livro de amadurecimento da principal foi por este motivo que ame o livro .
    Já filme achei que focou somente no romance .

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Esse livro da Jojo me pegou de jeito desde que o li. Adoro demais e nos faz pensar sobre a morte e o suicídio em alguns casos. Além disso temos um avanço e crescimento da Lou que é absurdo, amo demais. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem Beatriz?

    Eu nunca li esse livro ou qualquer outro livro da JoJo Moyes apesar do interesse. Parece ser uma leitura interessante, mas acho que vou começar pelo filme. Gostei da sua resenha e o tema apresentado pela autora é delicado. Fiquei mais interessado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. oi, Beatriz. Confesso que a leitura nao foi muito agradável pra mim, não curti a escrita da autora e acabei abandonando o livro... quanto ao filme, até que achei bacaninha, pq amo Clarke e ela deu toda a graciosidade para a personagem... realmente, é um tema que não se vê com frequencia nos livros, e um personagem tetraplégico traz representatividade mas meu problema foi com a escrita de Jojo mesmo, que nao fluiu comigo...
    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Beatriz, nunca li nada da autora, mas lógico que já ouvi falar muitoooooooo desse livro.
    E apesar de não ser meu estilo favorito de livro eu daria uma chance, pois acho essa premissa do suicídio assistido interessante.

    ResponderExcluir
  8. Olá. Terminei a pouco de ler o livro. Mas já o tinha em PDF há uns meses. Chorei durante quase toda a leitura. Sinceramente, o livro é muito profundo.
    Nunca li nenhum outro livro da JoJo mas amei a escrita dela. O tema abordado é bastante realista. E a motivação do personagem para o suicídio, sei lá nos faz pensar que no fundo foi melhor assim. Embora tenha causado muito sofrimento. Fiquei super envolvida na história, conseguia até visualizar os personagens na minha cabeça. Me sentia participando da história.
    A M E I! Definitivamente, um dos melhores livros que já li.
    Recomendo.

    ResponderExcluir