[Resenha] O Sangue do Olimpo

20 de maio de 2020

Título: O Sangue do Olimpo (Livro #5)
Autor: Rick Riorda
Editora: Intrínseca
Páginas: 432
Ano: 2014
Adicione ao Skoob
*Acervo pessoal
Sinopse: No desfecho da série Os heróis do Olimpo, os tripulantes gregos e romanos do Argo II têm feito progresso em suas constantes missões, mas ainda não estão nem perto de vencer a sanguinária Mãe Terra, Gaia. Os gigantes estão de volta mais fortes do que nunca , e os semideuses precisam impedi-los antes da Festa de Spes, momento em que Gaia planeja despertar, derramando o sangue do Olimpo.
Para piorar, visões frequentes da terrível batalha no Acampamento Meio-Sangue assombram os sete semideuses. A legião romana do Acampamento Júpiter, comandada por Octavian, está se aproximando das fronteiras do acampamento grego. Por mais que seja tentador usar a Atena Partenos como arma secreta contra os gigantes, eles sabem que a estátua é necessária em Long Island, onde talvez consiga impedir uma guerra entre os acampamentos.
A Atena Partenos irá para o oeste, enquanto o Argo II segue para o leste. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. Como os jovens conseguirão vencer sozinhos um exército de gigantes? A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar onde estão. E se Gaia despertar, será o fim. 'No desfecho da série Os heróis do Olimpo, os tripulantes gregos e romanos do Argo II têm feito progresso em suas constantes missões, mas ainda não estão nem perto de vencer a sanguinária Mãe Terra, Gaia. Os gigantes estão de volta mais fortes do que nunca , e os semideuses precisam impedi-los antes da Festa de Spes, momento em que Gaia planeja despertar, derramando o sangue do Olimpo. Para piorar, visões frequentes da terrível batalha no Acampamento Meio-Sangue assombram os sete semideuses. A legião romana do Acampamento Júpiter, comandada por Octavian, está se aproximando das fronteiras do acampamento grego. Por mais que seja tentador usar a Atena Partenos como arma secreta contra os gigantes, eles sabem que a estátua é necessária em Long Island, onde talvez consiga impedir uma guerra entre os acampamentos. A Atena Partenos irá para o oeste, enquanto o Argo II segue para o leste. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. Como os jovens conseguirão vencer sozinhos um exército de gigantes? A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar onde estão. E se Gaia despertar, será o fim.
Contém spoiler volumes anteriores, caso não queira ver, pule para o final da resenha e leia apenas "Minhas impressões", é uma área livre de spoiler. 
Conheça os outros livros da série Os Heróis do Olimpo, clique aqui
Resenha
Nos volumes anteriores nós descobrimos que Gaia quer acabar com os humanos e planeja se levantar, para isso, organizou um exército de monstros, titãs, gigantes e todo tipo de inimigos de deuses e semideuses, todos poderosos, com muito ódio e incentivados com promessas de receberem algo quando a humanidade for exterminada. Para derrotá-la, vemos dois grupos de semideuses serem escolhidos, eles nunca deveriam se encontrar, há séculos existe uma enorme rivalidade entre gregos e romanos e para que eles não entrassem em guerra os deuses do Olimpo proibiram o contato entre os dois.

Mas com Gaia prestes a se levantar foi preciso reunir semideuses poderosos dos dois acampamentos, o Meio-Sangue e o Júpiter.  Hera arquitetou um plano ousado para juntar os dois, sequestrou Percy Jackon e Jason Grace, apagou suas memórias e os jogou no acampamento inimigo, dessa forma, aprenderiam seus costumes e ganhariam sua confiança. Mas nem todos receberam bem essa união, os escolhidos da profecia para derrotar Gaia aceitaram o chamado, mas os demais não confiam no acampamento inimigo e o exército romano está marchando para o acampamento grego e isso ao mesmo tempo em que nossos heróis estão enfrentando situações extremas para impedir que Gaia vença.
Em O Sangue do Olimpo nós temos dois grupos para acompanhar, enquanto Percy Jackson, Jason e os demais semideuses estão indo para Atenas para a maior batalha de suas vidas a Atenas Partenos está a caminho do acampamento Meio-Sangue para impedir a guerra entre os dois acampamentos e Nico é o responsável por levar a estátua e acompanhar Reyna nessa missão, e o treinador Hedge foi com eles.

Nico, Reyna e o treinador precisam viajar nas sombras, mas cada vez que Nico usa seus poderes para escondê-los no submundo ele se enfraquece e pode ter sérios problemas se continuar, porém, é necessário, se eles não levarem a estátua o acampamento grego será destruído e seus amigos poderão morrer, então ele se arrisca cada vez mais. Reyna sabe que a sua missão é importante, ele pode devolver um objeto valioso que há muito tempo foi roubado e com isso trazer a paz para gregos e romanos. Mas ela terá de enfrentar os fantasmas do passado e vai passar por situações desafiadoras.
Pipper, Annabeth, Percy, Jason, Leo e Frank também estão em uma jornada perigosa e o mundo depende da vitória deles, os deuses continuam com suas personalidades greco-romanas em conflito e com isso estão desorientados, então eles não podem ajudam muito. E entre tantos planos ousados e perigosos, Leo tem um que pode custar a sua vida, porém, se for para salvar seus amigos ele está disposto a tudo. O Exército de Gaia não poupará ninguém, não medirá esforços para destruir a humanidade e nossos heróis precisam responder à altura e derrotar o inimigo.
Minha impressão
Como é difícil se despedir de uma série tão querida, Os Heróis do Olimpo se tornou uma das minhas preferidas e sempre terá um lugarzinho especial em meu coração. Terminei a leitura emocionada, Rick Riordan é um autor que sabe cativar o seu leitor, como escrever histórias envolventes e viciantes. O último volume encerra a série de forma exemplar e deixa saudades.

Aprendi a gostar de cada um dos personagens, alguns eu tive certa resistência no começo e com o passar das páginas e dos livros eles foram me conquistando. Uma das grandes surpresas dessa série foi começar logo sem o Percy Jackson, no acampamento Meio-Sangue não vemos o famoso filho de Poseidon, mas Jason Grace, filho de Júpiter (Zeus). Jason foi parar no acampamento grego sem lembrar nada, com a memória apagada ele teve que aprender tudo sobre os gregos e dessa forma tanto ele quanto os demais semideuses adquiriram confiança, confesso que ele é o meu personagem preferido (desculpa PJ).

Da mesma maneira aconteceu com o Percy, que foi parar no acampamento Júpiter com a memória apagada também. Achei genial a inversão dos líderes de cada acampamento para prepará-los para o que estava por vir. Cada um dos livros traz muitas aventuras, batalhas, sangrentas e cheias de ação e em todos eles nós vemos a amizade entre os personagens se fortalecer. Eu me apeguei a eles, são cinco livros intensos, de leitura muito ágil, quando a gente pensa que vai conseguir respirar um pouco vem o autor e traz mais uma bomba, é assim em todos os volumes.

Não quero falar muito sobre a trama para não dar spoiler, mas se quiser ver um pouco sobre o que você pode encontrar no livro é só ler a resenha completa, esse trecho é livre de spoiler. Eu gosto muito de mitologia grega e gostei bastante de poder conhecer mais sobre a mitologia romana também. Finalizo a série extremamente satisfeita e com uma enorme vontade de ver o depois de um determinado personagem, não sei se ele aparece nas outras séries do autor, mas eu adoraria ver pelo menos um crossover. Quem aqui já leu outras séries do autor e puder ajudar, agradeço! Enfim, recomendo demais a leitura!!!

Minha nota para o livro

2 comentários: