18 de dezembro de 2015

[Resenha] Memórias de Julho

Título: Memórias de Julho
Autor: Jéssica Figueiredo
Editora: Autora independente
Páginas: 336
Ano: 2015




Memórias de Julho é um livro com uma linguagem muito simples e que toca no mais íntimo do nosso ser. É impossível não se lembrar dos bons tempos da nossa infância, das amizades, das brincadeiras e dos sabores. Mas por trás da história de grandes amizades, o livro aborda temas muito importantes e tem uma carga emocional muito forte, leia a resenha completa e saiba mais sobre esse livro.

A história se passa em Recife, em 1992 são cinco amigos com oito anos de idade (Marcos, Mari, Juan, Mila e Lucas). Nas férias de Julho, eles se encontram em uma cabana, nos funcas da antiga casa de Marcos. A alegria deles ao enfeitar a cabana, é contagiante, eles levam poster de desenho e de cantores favoritos. Também tinham uma mesa para os lanchinhos e para os jogos: Monopoly, Ludo (que eles chamam de Furbica kkk) e Imagem & Ação. Que comece a sessão nostalgia :)

Esses cinco amigos se divertiam pra valer ali no "local secreto". A autora trouxe à tona, brincadeiras como pique-esconde, pique-pega, amarelinha, bolinha de gude, pipa... tudo aquilo que nós brincávamos e hoje em dia as crianças nem sabem o que são.Eles se divertiam e todos tinham o mesmo desejo: Ficarem juntos para sempre! em uma ocasião o grupo se reuniu para tirar uma foto, com ela surgiu a ideia de que todos os anos, no mês de Julho, eles tirassem uma foto e escrevessem os desejos para o futuro e depois enterrariam o baú (uma latinha de biscoitos). 
Durante as páginas, a autora insere à história pontos importantes e que merecem atenção: obesidade infantil, divórcio dos pais, nascimento de um neném (gerando ciúmes ou não no mais velho), transição para a adolescência e o primeiro amor. 

Acompanhamos o crescimento dos cinco, podemos conhecer cada um deles com suas manias e seus jeitinhos. Se você não se identificar com algum personagem, certamente enxergará algum amigo. Tem o gordinho que come demais, o magrinho que não engorda de ruim, a bobinha romântica, o nerd normalzinho e a mandona.  Tudo ia muito bem até que, em 1998, o destino lhes prega uma peça e eles acabam se separando.
Quem nos conta essa história é Marcos, o "líder" do grupo. Agora, quatorze anos depois, ele está sozinho com o baú. O que aconteceu, marcou muito sua vida e todos os anos quando começa o mês de Julho, Marcos tem sonhos constantes com a infância. Porém esses sonhos não são normais, além dele sofrer com as lembranças, ainda existe algo de errado que ele não consegue entender. Decide, então, procurar por seus amigos que ele havia deixado no passado.

A narração do livro se intercala entre passado e presente, com Marcos nos contando como chegara ao ponto em que está atualmente e como vai proceder na busca por seus amigos. Ele nos conta histórias divertidas, onde é possível dar boas gargalhadas ou ficar com um sorriso estampado no rosto. Mas também nos conta histórias muito tristes, como o acontecimento de 1998. 
"O destino me proporcionou o que eu queria, estava feliz com minha família, com meus amigos e com a menina que eu amava. depois disso, o destino resolveu brincar comigo. Depois disso tudo o destino não me considerou merecedor de toda essa felicidade."
Minha impressão
Eu fiz uma viagem no tempo enquanto estava lendo. Jéssica escreveu de maneira tão simples que a leitura se torna especial em cada momento. Foi muito bom relembrar os velhos tempos, onde tínhamos brincadeiras saudáveis, entregue para uma criança uma peteca e um pião, algumas podem até saber o que são mas nunca chegaram nem perto. Os tempos eram outros, existia respeito e temor pelos pais, obediência e inocência. Criança era criança e ponto. 

Esse livro é um resgate da nossa infância. Nos mostra que precisamos aproveitar cada momento do presente pois não sabemos o que nos aguarda no futuro. Mas também mostra que nunca é tarde para recuperar o tempo perdido, só depende de nós. Eu terminei a leitura e estou aqui toda sentimental escrevendo essa resenha, o coração palpitando com a saudade de tempos que não voltam. Para finalizar, o que me resta dizer é que indico o livro. Leia também e se emocione, viaje ao passado e resgate lembranças, doces lembranças! garanto que a leitura será carregada de fortíssimas emoções e você irá se deliciar com o livro desde a primeira página.

Minha nota para o livro 

Gostou do livro e quer comprar pra você ou para presentear alguém?
Entre em contato com a autora e garanta o seu exemplar. FRETE GRÁTIS 
Encontre aqui > Facebook Instagran Skoob Book Trailer

Nenhum comentário:

Postar um comentário